Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 4 de Dezembro de 2020

Economia

Governo reduz isenção de imposto para importação feita por via terrestre

A nova cota de isenção vale também para transporte viários e lagos. A resolução está em portaria, assinada pelo ministro Guido Mantega

Folha.com

22 de Julho de 2014 - 14:32

O turista que viajou ao exterior e voltou ao Brasil por vias terrestres estará sujeito à cobrança de impostos caso suas compras tenham excedido US$ 150. Antes, compras feitas no exterior de até US$ 300 estavam isentas nas fronteiras terrestres. A nova regra passa a valer a partir de segunda-feira (21). 

A nova cota de isenção vale também para transporte viarios e lagos. A resolução está em portaria, assinada pelo ministro Guido Mantega (Fazenda), publicada nesta segunda. 

Segundo a Receita Federal, as compras que excederem esse valor deverão pagar 50% de imposto. Para os turistas que voltam ao Brasil de avião, a cota de isenção continua sendo de US$ 500, informa o órgão. 

LOJAS FRANCAS 

A mesma portaria cria também a possibilidade de instalação de "lojas francas" em pontos de fronteira terrestre. Segundo a Receita, essas lojas poderão ser criadas em "cidades gêmeas" - cidades cortadas pela fronteira. 

As pessoas que comprarem produtos nessas "lojas francas" poderão gastar até US$ 300 sem pagar imposto, acima da cota de US$ 150 por pessoa. Caso ultrapasse o valor, o imposto cobrado será de 50%. O funcionamento das lojas francas depende de lei municipal que autorize a instalação, informou a Receita.