Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 16 de Janeiro de 2022

Economia

Mais de 17,3 milhões de trabalhadores já sacaram o Abono Salarial

Foram identificados com direito a receber o benefício 18,5 milhões de trabalhadores.

Assessoria de Imprensa do MTE

25 de Maio de 2011 - 13:19

Beneficiados devem sacar o valor de um salário mínimo até o dia 30 de junho. Exercício 2011, cujo ano-base é 2010, terá início em agosto.

Até abril, 17.303.699 trabalhadores resgataram o Abono Salarial referente ao exercício de 2010/2011, com uma taxa de cobertura de 93,52%.

No atual exercício já foram pagos R$ 8,689 bilhões em benefícios, provenientes do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) identificou 18.503.353 pessoas com direito a receber o benefício, com previsão de pagar R$ 9,642 bilhões.

Têm direito a receber o benefício pessoas que trabalharam com vínculo empregatício por pelo menos 30 dias em 2009, recebendo, em média, até dois salários mínimos, que naquele ano teve os valores de R$ 415 (em janeiro) e R$ 465 (demais meses). Também é preciso estar inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Púbico (PASEP) há cinco anos, ou seja, pelo menos desde 2005; e ter sido informado corretamente pelo empregador junto à Relação Anual de Informações Sociais (Rais 2009).

O exercício vigente teve início em julho de 2010 e os trabalhadores que não sacaram o seu Abono Salarial nesse período devem retirar o benefício, no valor de um salário mínimo (R$ 545) até o dia 30 de junho, nas agências da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil.

Cerca de 1,2 milhões de trabalhadores ainda não retiraram o benefício, com um valor estimado de pagamento de R$ 653,811 milhões.

O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, enfatizou a importância do Abono Salarial para os trabalhadores.

“Este benefício é um instrumento eficiente no amparo ao trabalhador, sendo uma espécie de 14º salário para uma faixa específica de trabalhadores. Esse salário a mais tem grande impacto para a população baixa renda.

Isso ajuda em muito o trabalhador, sendo dinheiro diretamente no bolso, que entra imediatamente na roda da economia brasileira, trazendo benefícios para todos”.

A maior taxa de cobertura em abril era no Nordeste, onde 95,12% dos 4.019.044 trabalhadores com direito a receber o benefício já sacaram.

Em seguida vem o Sul, com uma taxa de cobertura de 93,95% (3.375.033 identificados), o Sudeste, com 93,26% (8.735.101 identificados), e o Norte, com 91,70% (931.271 identificados).

O Centro-Oeste estava com a menor taxa de cobertura no período, já tendo sacado o abono salarial 90,97% dos 1.430.307 identificados.

Entre os estados, a maior taxa de cobertura está em Pernambuco, com 96,52%. Logo após vem o rio Grande do Norte, onde 96,26% dos trabalhadores com direito a receber abono salarial já sacaram o benefício, Minas Gerais, com 95,93%, e Ceará, com 95,83%. A menor taxa de cobertura está no Mato Grosso, com 87,14%.

Onde receber - Os trabalhadores inscritos no PIS recebem o abono salarial nas agências da Caixa e os que tiverem Cartão Cidadão com senha cadastrada também podem fazer o saque em Lotéricas, Caixa de Auto-atendimento e postos do Caixa Aqui.

Os inscritos no PASEP recebem no Banco do Brasil. Todos os beneficiários que não realizaram o saque entre julho de 2010 até esta data devem retirar o dinheiro até 30 de junho.

Após essa data não tem direito a sacar o abono salarial referente ao exercício 2010/2011.

Para sacar, devem apresentar um documento de identificação e o número de inscrição no PIS ou PASEP.