Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 5 de Dezembro de 2021

Economia

Ovos ficam até 40% mais em conta às vésperas da Páscoa

A vantagem para quem deixou para comprar na última hora, porém, é encontrar ovos em promoção. A economia pode chegar a 40%

23 de Abril de 2011 - 10:10

Ovos ficam até 40% mais em conta às vésperas da Páscoa
Ovos ficam at - Divulga

As pesquisas, que apontaram que os ovos de Páscoa estão bem mais caros neste ano, em comparação com 2010, não tiveram muita importância para o consumidor. Pelo menos esta é a impressão que se tem ao visitar lojas e supermercados quase na véspera da Páscoa. Parreiras de chocolate estão vazias e, em alguns locais, as opções são reduzidas. A vantagem para quem deixou para comprar na última hora, porém, é encontrar ovos em promoção. A economia pode chegar a 40%.

A orientação do Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), contudo, é que o consumidor pesquise bem antes de comprar.

Segundo o Procon/MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), os preços dos produtos pascoais tiveram uma queda 6,24% entre a primeira pesquisa realizada e a segunda divulgada nesta semana.

De acordo com o órgão, a tendência é que os preços continuem caindo até o dia 24 de abril. Ao todo, foram pesquisados 246 itens pascoais em dez estabelecimentos comerciais

Na pesquisa, está demonstrada a variação nos preços entre os estabelecimentos pesquisados, especialmente quando se trata de ovos de chocolate com motivos ligados a desenhos animados e brinquedos, como é o caso do ovo Polly Pocket 120g, que está variando 79,83%.

Ou seja, R$ 11,50 no local mais barato e R$ 20,68 no mais caro; e o Ovo Smilinguido, com 71,62% de diferença, sendo R$ 9,90 o mais barato e R$ 16,99 o mais caro.

As demais variações são: 3º - Ovo Kinder Ovo Maxxi 150g = 66,78%; 4º - Ovo Ferrero Collection 250g = 63,45%; e 5º - Mundy Collection 22 600g = 62,48%.

Alguns consumidores avaliam que existe grande diferença de preços quando pesquisam produtos como ovos de páscoa nos mercados. É o caso de Marcelo Isume, que trabalha com assistência técnica. Ele diz que pesquisou na internet e nos supermercados de Campo Grande e ficou impressionado com os números.

“Encontrei diferença de até 70% nos preços dos ovos de Páscoa nos mercados da Capital”. Tal constatação fez com que Marcelo ficasse em dúvida sobre a compra. “Estamos procurando, como todo bom brasileiro ainda não comprei”, completa. (Com informações Midiamax)