Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 4 de Dezembro de 2020

Economia

Semana da Conciliação começa segunda com expectativa de negociar R$ 600 mil em dívidas

Clientes que possuem pendências com empresas participantes do evento podem entrar em acordo

Correio do Estado

09 de Agosto de 2014 - 11:06

A Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) promove entre segunda (11) e sexta-feira (15) a IV Semana da Conciliação de Campo Grande para intermediar pendências financeiras de clientes com as empresas que aderiram ao evento. O atendimento será feito das 08h às 18h, de segunda à sexta-feira, na ACICG, localizada na Rua 15 de novembro, 390, centro.

“Esperamos negociar cerca de R$ 600 mil durante a semana e também atender aproximadamente 300 pessoas que virão agendar novas conciliações”, explica o presidente da Câmara de Mediação e Arbitragem e primeiro-secretário da ACICG, Roberto Oshiro.

A conciliação é uma forma de solução rápida, eficiente e econômica de resolver conflitos extrajudiciais e também ajuizados, pois acontece sem a interferência de advogados e com segurança jurídica. “Nosso objetivo é promover a pacificação social e contribuir para reduzir o número de processos. As partes acabam mantendo o relacionamento, o que na maioria das vezes não acontece em um processo judicial” completa Oshiro.

Após a audiência realizada, em caso de acordo, o Termo de Audiência Frutífera será encaminhado à 8ª Vara da Justiça Itinerante e Comunitária para ser homologado pelo juiz, indicado pelo Tribunal de Justiça do MS. E, no prazo de 15 dias, o documento será devolvido à secretaria da CBMAE/ACICG para ser disponibilizado para as partes interessadas.

Como participar
Em casos de pendências financeiras, o cidadão deve apresentar-se diretamente na secretaria da CBMAE/ACICG munido de cópias dos seguintes documentos: RG, CPF ou Carteira Nacional de Habilitação, comprovante de residência e extrato da negativação do SCPC, ou ainda qualquer outro documento que comprove o vínculo com a empresa (contrato, faturas, boleto, etc.). A Câmara vai convidar o estabelecimento credor para uma audiência de tentativa de conciliação do débito.

Este ano, o interessado em resolver seu conflito também deverá contribuir com uma lata, ou pacote de leite em pó, por procedimento, que será doado à instituição Cotolengo.