Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 19 de Abril de 2021

Esporte

Anderson diz que já tentou voltar ao Grêmio e reforça desejo: "Minha casa"

Os direitos econômicos de Anderson, também chamado entre os gremistas de "Andershow", pertencem ao Manchester United

GloboEsporte

11 de Novembro de 2014 - 13:16

Está tão indefinido o futuro do meio-campista Anderson que nem o próprio jogador consegue direcionar um foco predileto para prosseguir com a carreira. Em baixa no futebol inglês, ele afirmou que já tentou voltar ao Grêmio, que o revelou, e foi sondado pelo maior rival Tricolor, o Inter - segundo o atleta, houve "contatos" do Colorado e de outros três ou quatro brasileiros.

Os direitos econômicos de Anderson, também chamado entre os gremistas de "Andershow", pertencem ao Manchester United. O contrato se estende até outubro de 2015, mas, de acordo com o jornal "Telegraph", o clube inglês acredita que, caso o atleta siga sem um interessado no mercado de janeiro, será menos custoso pagar a multa de 1,4 milhões de libras (R$ 5,6 milhões) do que manter ativo o vínculo.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes na noite de segunda-feira, Anderson colocou várias hipóteses. Afirmou estar disposto a cumprir o contrato, mas não descartou voltar ao Brasil. A sua preferência é o Grêmio, clube do coração, para o qual, segundo ele, tentou voltar no ano passado, mas acabou não obtendo interesse da parte dos dirigentes. 

- Sempre tem possibilidade de voltar para o Grêmio. É a minha casa, cresci no clube. Torço, sou torcedor, todo mundo sabe disso. Tem possibilidade, como teve no passado. Já tive contato com o Grêmio para conversar com o clube, para estar perto da minha família, das minhas filhas. Nunca chegou em nível de proposta. O Grêmio não mostrou interesse, mas, como eu conheço o clube há muito tempo, tentamos antes, mas não deu. Não estou desesperado para voltar ao Grêmio. Respeito todos os clubes do Brasil. O Grêmio teve e tem chance, mas não depende mais de mim, depende da diretoria. Já estive próximo há um ano, antes de ir para o Fiorentina. Aceitaria baixar o salário nesse tempo, mas o clube não me falou nada - explicou.

Questionado sobre o Inter, confirmou o interesse vermelho. Mas, novamente, ressalvou que não há nada de concreto nos contatos.

- O Inter é um grande clube, um clube que tem grandes jogadores com história no futebol, mas o Grêmio foi onde cresci. Teve interesse do Inter, sim, é um clube que eu respeito como um grande clube - ponderou.

Anderson surgiu como grande promessa de meia-atacante no Grêmio em 2004, precocemente, aos 17 anos. No ano seguinte, tornou-se herói do acesso à Série A do Brasileirão ao marcar o gol da vitória na mítica Batalha dos Aflitos, contra o Náutico. 

Devido aos problemas financeiros do clube à época, logo foi vendido para o Porto. Dali, rumou ao Manchester United, para onde, nesta temporada, retornou depois de ser emprestado para o Fiorentina. Na Europa, Anderson ganhou mais massa muscular e passou a atuar de forma mais defensiva no meio-campo. Hoje, tem 26 anos.

Nesta temporada, Anderson atuou apenas em duas partidas, em agosto, sendo só uma como titular: a goleada sofrida para o MK Dons, que eliminou o United na Copa da Liga Inglesa. Em setembro, ele chegou a jogar com o time B do clube, junto a Luke Shaw e Januzaj.