Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Esporte

Andrés diz que acordo para rescisão de contrato de Edu foi amigável

Presidente elogia comportamento do volante na apagada passagem pelo Timão. Jogador concederá entrevista coletiva nos próximos dias

Globo Esporte

03 de Janeiro de 2011 - 17:00

Andrés diz que acordo para rescisão de contrato de Edu foi amigável
Edu e Danilo no treino do Corinthians - Foto: AE

Pela porta dos fundos, Edu disse adeus ao Corinthians. Contratado em 2009 para liderar o elenco com status de ídolo da torcida, o volante jogou pouco, não caiu no gosto dos treinadores que passaram pelo clube e está fora dos planos de Tite para 2011. Apesar disso, o presidente Andrés Sanches garante que o acordo para o fim do contrato foi feito de forma tranquila.

- Ele compreendeu. Não deu certo, mas ele trabalhou, ajudou e se dedicou. Foi amigavelmente – explicou o presidente Andrés Sanches em entrevista nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava.

Depois de se destacar no Arsenal-ING e no Valencia-ESP, Edu decidiu retornar ao Brasil para defender o Timão no segundo semestre de 2009. A contratação foi um desejo de Andrés Sanches, amigo do jogador, mas nunca teve o aval de Mano Menezes, que pouco aproveitou o atleta enquanto esteve no comando.

Além do baixo rendimento quando jogou, Edu conviveu com problemas físicos durante a última passagem pelo Parque São Jorge. Com Adilson Batista, voltou a ser titular, mas o pífio rendimento diante do Ceará, no Pacaembu, o fez receber críticas da torcida e voltar para a reserva.

Com a saída de Edu, o Corinthians abre uma vaga no elenco e fica livre de um dos maiores salários do elenco. O jogador tinha vencimentos na casa dos R$ 200 mil, perdendo apenas para Ronaldo e Roberto Carlos.

O jogador promete uma entrevista coletiva nos próximos dias para falar sobre a saída do Corinthians e dos planos até o fim da carreira.