Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 8 de Março de 2021

Esporte

Brasil faz 3 a 0 na China e fica perto de vaga na semi do Mundial

O Brasil é a única equipe ainda invicta no Campeonato Mundial feminino de vôlei e lidera o Grupo H da terceira fase com três pontos ganhos

Globo Esporte

08 de Outubro de 2014 - 16:37

A Seleção Brasileira feminina de vôlei conseguiu mais uma vitória no Campeonato Mundial da modalidade, disputado na Itália. No início da tarde desta quarta-feira, a equipe estreou na terceira fase do torneio derrotando a China por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/16 e 25/15, resultado que a aproxima da semifinal.

O Brasil é a única equipe ainda invicta no Campeonato Mundial feminino de vôlei e lidera o Grupo H da terceira fase com três pontos ganhos. O time volta à quadra na próxima sexta-feira para enfrentar a República Dominicana às 12h30 (de Brasília), mas pode garantir a vaga na semifinal antecipadamente.

Isso acontece se China e República Dominicana fizerem um duelo de cinco sets nesta quinta-feira, o que deixaria as asiáticas com, no máximo, dois pontos, sem mais jogos a fazer e já atrás do Brasil. O Grupo G, outro da terceira fase do Mundial, tem início na tarde desta quarta-feira com o duelo entre Itália e Estados Unidos. A Rússia é o terceiro time da chave.

Thaísa, Jaqueline e Fernanda Garay marcaram 15 pontos cada para o Brasil. Na China, Zhu pontuou dez vezes.

A partida em Milão, nesta quarta-feira, começou com vantagem da China, que aproveitou bem os contra-ataques provenientes do trabalho de seu eficiente setor defensivos. O Brasil dava sinais de desconcentração, como quando Sheilla pisou na linha na hora de sacar, o que permitiu às adversárias abrirem 5 a 2 no placar.

As comandadas de José Roberto Guimarães logo passaram a jogar melhor e abriram vantagem na parcial, com boas participações de Thaísa no bloqueio e de Jaqueline e Fernanda Garay.

No segundo set, quem começou bem foi o Brasil, que abriu 5 a 0. O quinto ponto foi o maior rali da partida, com mais de um minuto de duração e os dois sistemas defensivos trabalhando até Fernanda Garay explorar o bloqueio adversário. A Seleção não conseguiu manter o mesmo ritmo durante a parcial, mas fechou com ainda mais tranquilidade.

O Brasil continuou acuando a China no terceiro set e já no início da parcial obteve vantagem confortável, sustentada até o fim do duelo.