Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 9 de Março de 2021

Esporte

Brasil treina com desfalques, mas tem Jefferson pronto para clássico

O Superclássico das Américas terá início às 9h05 do próximo sábado. No dia 14, o Brasil disputará amistoso contra a seleção japonesa, em Cingapura

Globo Esporte

07 de Outubro de 2014 - 08:14

Sem seis jogadores, o técnico Dunga comandou o primeiro treino da seleção brasileira num gramado de Pequim. No início da manhã desta terça-feira, a equipe com dois goleiros e 17 atletas de linha trabalhou no Olympic Sports Center Stadium, estádio de nome pomposo que não é utilizado desde as Olimpíadas realizadas na capital chinesa, em 2008.

Desfalcado do goleiro Marcelo Grohe, dos zagueiros David Luiz e Juan, dos volantes Souza e Rômulo, e do meia Kaká, o grupo fez aquecimento e depois se dividiu em três quintetos. De colete vermelho estavam Mário Fernandes, Filipe Luís, Everton Ribeiro, Phillipe Coutinho e Diego Tardelli. De branco, jogaram Danilo, Gil, Elias, Oscar e Willian, enquanto o último quinteto, sem coletes, foi formado por Miranda, Dodô, Luiz Gustavo, Robinho e Neymar.

Ao mesmo tempo, num canto do gramado, o preparador Taffarel castigou os goleiros Jefferson e Rafael com chutes potentes. Bom sinal, já que o botafoguense demonstrou estar em boas condições para enfrentar a Argentina depois de lesionar o dedo mindinho da mão esquerda.

O objetivo para os homens de linha era claro: em campo reduzido, dois quintetos trocavam passes e o que sobrava tinha que marcar e tentar desarmar. Para dificultar, numa segunda parte do treinamento, a comissão técnica cantou quantos toques o jogador podia dar na bola: um ou dois.

Willian, por exemplo, foi um que se atrapalharam. Ouviu o grito de “dois”, mas passou de primeira e arrancou risos dos companheiros. Como Miranda e Danilo saíram mais cedo do treino, passaram a ser três quartetos e um jogador avulso, de colete azul. Filipe Luís e Oscar se alternaram na função de curinga.

David Luiz já se apresentou, mas como chegou em cima da hora do treino, ficou no hotel. A CBF não confirmou o horário do desembarque dos demais jogadores, portanto, ainda não se sabe se Dunga terá o grupo completo no próximo treino, que será disputado na madrugada de terça para quarta, às 4h30 (de Brasília). O fuso horário aponta uma diferença de 11 horas a mais em Pequim.

O Superclássico das Américas terá início às 9h05 do próximo sábado. No dia 14, o Brasil disputará amistoso contra a seleção japonesa, em Cingapura.