Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 26 de Outubro de 2021

Esporte

De olho, Guerrero procura esquecer Palmeiras por foco na classificação

O desempenho do atacante, que marcou em cada uma de suas últimas seis atuações pelo Corinthians, comprova sua concentração

Gazeta Esportiva

26 de Novembro de 2014 - 09:34

Paolo Guerrero foi questionado sobre a situação do Palmeiras e mostrou saber até a tabela do rival, ameaçado pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O centroavante procurou não se estender em temas como esse, no entanto, assegurando estar concentrado na luta do Corinthians por classificação à Copa Libertadores.

Nem a complicada negociação pela renovação de seu contrato, diz o peruano, atrapalha. “Não posso falar sobre o dia em que isso vai se resolver. Estou tranquilo e focado nas duas partidas. Para nós, seria importante acabar bem o ano e conquistar mais seis pontos nesses jogos que faltam”, afirmou.

O desempenho do atacante, que marcou em cada uma de suas últimas seis atuações pelo Corinthians, comprova sua concentração. Porém a atenção não o impede, por exemplo, de observar a pauta do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que já o irritou anteriormente.

O clube terá dois julgamentos importantes na quinta-feira, podendo perder mandos de campo e quatro pontos na tabela. “Ah, acompanho, mas não quero falar a respeito, meter mais lenha no fogo. Prefiro me manter do meu lado, focado no meu trabalho, e fazer as coisas direitinho para classificar o Corinthians”, comentou Guerrero.

A palavra “foco” – em relação à vaga na Libertadores, muito próxima desde que não haja surpresas negativas no tribunal – foi repetida em diversas respostas do peruano. Foi assim quando ele foi questionado sobre a possível saída de Mano Menezes e sobre o desespero do Palmeiras.

De qualquer maneira, o maior ídolo alvinegro – que já contou ao site evitar a cor verde – está de olho. “Vai ser difícil. Não gosto de falar dos rivais, mas o Palmeiras tem um jogo difícil contra o Internacional. Mas aí já é problema deles. Estou preocupado em classificar o Corinthians para a Libertadores.”