Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 26 de Fevereiro de 2021

Esporte

Diego Hypolito se destaca e Brasil fica perto da final

O objetivo da equipe brasileira é garantir vaga no Mundial de 2015, que será realizado em Glasgow

Correio do Estado

03 de Outubro de 2014 - 16:13

Com uma boa participação do ginasta Diego Hypolito, que foi confirmado como titular momentos antes do início da competição, a seleção brasileira masculina de ginástica fez uma boa exibição e ficou próxima de garantir a classificação para a final por equipes do Mundial de Nanning, na China.

A equipe brasileira somou 348,100 e ficou à frente de dois concorrentes diretos, a Ucrânia, que terminou com 345,540 e a Bielorrússia, que somou 340,367. A definição dos classificados acontece neste sábado, quando os outros países serão apresentados.

"Foi bom. Muito próximo do que queríamos, mas devemos aguardar os outros países competirem para podermos comparar e avaliar melhor", disse o coordenador de ginástica artística Leonardo Finco.

O objetivo da equipe brasileira é garantir vaga no Mundial de 2015, que será realizado em Glasgow. As 24 melhores seleções nacionais garantem vaga na competição.
As oito equipes finalistas na Escócia garantirão diretamente a vaga na Rio-2016. Se não conseguir, ainda serão distribuídas outras quatro vagas no evento-teste olímpico, previsto para ocorrer em abril de 2016.

Diego Hypolito, que substituiu Caio Souza, vetado por conta de dores no pé, tem grandes chances de chegar à final do solo. Ele conseguiu a nota de 15.900.

Já Sérgio Sasaki, que compete pelo individual geral, somou 87,522 após todas as séries. Arthur

Nory também busca uma vaga na final do individual geral e fechou o dia com 86,131 pontos no total.

O terceiro brasileiro a cumprir todas as rotinas foi o jovem Lucas Bitencourt, que somou 84,031. Francisco Barretto fez quatro aparelhos e também contribuiu com a nota final da equipe.

Já o campeão olímpico Arthur Zanetti somou 15,716 pontos nas argolas.