Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Fevereiro de 2021

Esporte

Fatal no 2º tempo e Sr. Arena: rumo a 100 jogos, Barcos brilha nos números

Raio-X mostra o caminho dos 40 gols em 99 jogos oficiais do argentino pelo Grêmio; boa fase com Felipão é marcada por tentos na etapa final e aproveitamento em casa

Globo Esporte

01 de Outubro de 2014 - 08:46

Hernán Barcos conseguiu colocar em prática o ditado de que o tempo é o melhor remédio. Hoje, soa quase impossível imaginar que, antes da Copa, o centroavante responsável por mais da metade dos gols do Grêmio no Brasileirão fora alvo de piadas por longos jejuns e alguns gols praticamente imperdíveis, como um lance que marcou a derrota para o São Paulo, no Morumbi, em 24 de maio.

Será contra esse mesmo São Paulo, no sábado, que o argentino chegará aos 100 jogos pelo Tricolor (contando-se apenas partidas oficiais). Em fase completamente diferente à de quatro meses atrás. Os números provam: Barcos está em paz com as redes e os gremistas.

O site preparou um raio-X que evidencia a importância do camisa 9 para o Grêmio. Embora tenha anotado duas vezes fora de casa contra o Botafogo no domingo, costuma marcar mais gols na Arena. Tem 25 tentos em casa enquanto o segundo colocado na artilharia do local, Kleber, emprestado ao Vasco, colecionou oito.

Outra especialidade do argentino é marcar no segundo tempo: foram nesse período 24 de seus 40 gols. Os últimos seis gols saíram na etapa final, e todos na "era Felipão". Sua média, em nove jogos com o treinador, é de 0,6 gols por partida. Nos tempos em que a parceria ocorrera no Palmeiras, Barcos também fora bem, com média de 0,48. Em suma, eles se entendem.

- Todo mundo conhece o Barcos. É um jogador de grande qualidade num espaço curto. Colocamos a ideia a ele e aos jogadores que ele se preocupasse com aquele espaço, na área, que ali ele sabe fazer. Alguém tem que correr um pouco mais e isso é feito para que a bola chegue com qualidade ao Barcos - explica o comandante.

Fatal no 2º tempo e Sr. Arena: rumo a 100 jogos, Barcos brilha nos números