Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 5 de Dezembro de 2021

Esporte

Mesmo na Série B, Operário é o melhor de MS no ranking da CBF

O Galo, o mais tradicional time do Estado, se manteve na 39ª posição mais uma vez

Campo Grande News

10 de Dezembro de 2010 - 15:00

Apesar de estar na Série B do Campeonato Estadual e não participar de competições nacionais há quase cinco anos, o Operário ainda é o time de Mato Grosso do Sul mais bem classificado no Ranking Nacional de Clubes da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). O Galo, o mais tradicional time do Estado, se manteve na 39ª posição mais uma vez.

O Ranking causa controvérsia entre torcedores e dirigentes, pois leva em conta as conquistas antigas dos clubes. Repleto de glórias do passado, o Operário é beneficiado também pelas participações em competições nacionais, como a campanha heróica do Brasileirão de 1977, quando foi o 3º colocado e primeiro time do interior a assombrar os grandes.

A 39ª posição do Galo, que somou 532 pontos, é resultado de participações na Copa do Brasil – até 2006 – do título brasileiro da Série B (Módulo Branco) de 1987, dos 10 campeonatos estaduais e do tetracampeonato mato-grossense.

Para se ter uma idéia de como os títulos do passado influenciam, o Fluminense, atual campeão brasileiro, aparece apenas na 11ª posição. O Internacional, campeão da Libertadores e na disputa pelo Mundial ocupa o 8º lugar. Já o líder Grêmio ocupa o topo da tabela pelas conquistas no Gauchão e retrospecto nacional.

A primazia de conquistar títulos por estados diferentes só é dividida com o Comercial, que ocupa a 92ª posição no Ranking da CBF com 115 pontos. O Colorado, que disputa ano que vem a Copa do Brasil, é o atual campeão estadual e soma outras 9 taças – 7 estaduais por Mato Grosso do Sul e 2 por Mato Grosso.

O ranking da CBF conta ainda com Corumbaense, campeão de MS em 1984, que ocupa a 145ª posição com 34 pontos e Cene, tricampeão estadual, em 2002, 2004 e 2005, na 180ª posição e 21 pontos. O Ubiratan, que já não atua no futebol profissional há 8 anos, está 186ª posição, com 18 pontos, graças aos estaduais de 90, 98 e 99.

Chapadão, campeão de 1995 e 2003, está na 232ª com 7 pontos. O Águia Negra, campeão de 2007, aparece na 268ª posição, junto com o desativado Douradense, com 3 pontos. Misto, Taveirópolis, Pontaporanense e Coxim dividem a 291ª posição com 2 pontos.

Já Ivinhema, campeão estadual em 2008, divide apenas 343ª posição com o campeão de 2009, o Naviraiense, com 1 ponto.

Pontuação - O ranking distribui pontos com os participantes de competições nacionais de acordo com a posição em cada divisão. O campeão da Série A, por exemplo, recebe 60 pontos. O vice, 59, o terceiro, 58 e por aí vai até o 20º, que ganha 41 pontos.

O campeão da Série B que seria na teoria a 21ª melhor equipe do ano recebe 40 pontos, o vice 39. O campeão da Série C conquista 20 pontos e o da Série D, 10 pontos. Além disso a Copa do Brasil também vale como pontuação. O vencedor ganha 30 pontos