Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Esporte

Morre ex-ponta e ídolo do Corinthians

Gazeta Net

16 de Julho de 2011 - 08:11

Paulo Borges, que se fortaleceu como ídolo do Corinthians ao participar do fim do tabu contra o Santos nos anos 60, faleceu nesta sexta-feira. Aos 66 anos de idade, o ex-jogador foi vítima de um câncer no pulmão.

Contratado do Bangu em 1968, Paulo Borges marcou seu nome na história do clube do Parque São Jorge logo em sua primeira temporada no clube. Em 6 de março de 1968, ele e Flávio Minuano marcaram os gols da vitória por 2 a 0 sobre o Santos que pôs fim ao jejum de 11 anos e 22 jogos sem vencer o rival do litoral no Campeonato Paulista.

O ponta direita foi um dos carregados pelos torcedores no Pacaembu, que cantavam "com Pelé, com Edu, nós quebramos o tabu", provocando o adversário. O feito de Paulo Borges ainda foi lembrado em 12 de março de 2010, quando o ex-jogador eternizou a marca de seus pés na Calçada da Fama do Memorial do Corinthians.

Antes do Alvinegro paulistano, Paulo Borges havia sido campeão carioca em 1966 pelo Bangu, quando foi artilheiro. Voltou a ser quem mais marcou gols no Estadual do Rio de Janeiro no ano seguinte, quando despertou o interesse do Corinthians e foi emprestado. Considerado caro, Paulo Borges não teria seu passe comprado, mas o gol contra o Santos mudou a sua história. Ele encerrou a carreira no Vasco, em 1975.

O ex-atleta tem seu corpo velado no cemitério da Saudade, na rua São Mateus, 280, em Americana (SP). O enterro está marcado no mesmo local, às 8h30, deste sábado.