Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 28 de Janeiro de 2022

Esporte

Nadal credita derrota humilhante aos seus três meses longe das quadras

Por conta de uma cirurgia para a retirada do apêndice, Nadal ficou três meses afastado das quadras

GloboEsporte

03 de Janeiro de 2015 - 09:21

O torcedor que assistiu à humilhante derrota de Rafael Nadal para Andy Murray, nesta sexta-feira, no torneio-exibição de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, certamente estranhou o péssimo desempenho do espanhol. Derrotado por 2 sets a 0 (parciais de 6/2 e 6/0), o ex-número 1 do mundo creditou a fraca exibição à sua falta de ritmo. Por conta de uma cirurgia para a retirada do apêndice, Nadal ficou três meses afastado das quadras.

 - Em muitas ocasiões estava fora de posição. Joguei muito mal e mereci a derrota. Nada funcionou para mim, e me senti incomodado com isso. Isto é normal quando se fica muito tempo sem jogar. Estou bem mais cansado que o normal - afirmou o espanhol.

Apesar das críticas ao próprio desempenho, Nadal fez questão de elogiar a grande partida de Andy Murray, que dominou o duelo do início ao fim, vencendo-o pela sexta vez em 21 confrontos.

- Murray estava incrível hoje (sexta-feira). O placar de 6/2 e 6/0 refletiu bem o que foi a partida. Foi uma pontuação bem dolorida para mim - disse Nadal, que não sofria uma derrota tão humilhante desde 2007, quando perdeu para o russo Mikhail Youzhny.

Neste sábado, Nadal enfrenta o suíço Stanislas Wawrinka, na disputa do terceiro lugar do torneio-exibição de Abu Dhabi. A grande final será entre Andy Murray e Novak Djokovic, que derrotou Wawrinka nesta sexta-feira por 2 sets a 0 (6/1 e 6/2).

O torneio de exibição de Abu Dhabi não conta pontos para o ranking da ATP, mas oferece um prêmio de US$ 250 mil (R$ 665 mil) ao vencedor. Além disso, a competição serve de aquecimento para o calendário de torneios da elite mundial, que começa na próxima semana, com o ATP 250 de Doha, no Qatar. Djoko é o maior vencedor da história da disputa, iniciada em 2009, com o título das últimas três edições. Nadal já venceu duas vezes, e Murray ganhou na edição de estreia.