Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 29 de Outubro de 2020

Esporte

Pacotão do Timão: ataque fulminante, Elias vibrante e Cássio milagreiro

Corinthians faz 2 a 0 em menos de dez minutos e depois administra o jogo. Com Elias raçudo e Cássio em boa noite, o time gaúcho só consegue marcar um gol no final

Globo Esporte

18 de Julho de 2014 - 08:40

O Corinthians, enfim, venceu na Arena Corinthians. Em sua terceira partida no estádio, o Timão derrotou o Internacional por 2 a 1. Até então, duas partidas, com uma derrota para o Figueirense e um empate para o Botafogo. Com início acelerado, a equipe de Mano Menezes definiu a vitória logo com dez minutos de jogo. Depois, no segundo tempo, o Inter diminuiu. O jogo marcou a reestreia oficial de Elias pelo clube alvinegro. Cássio ainda apareceu com defesa milagrosa para garantir o triunfo.

Veja abaixo o resumo da partida:

GOL PERUANO

Logo aos seis minutos, Jadson deu passe preciso para o camisa 9 do Timão abrir o placar. Livre de marcação, Paolo Guerrero bateu na saída de Dida e fez o seu primeiro gol no novo estádio do Corinthians.

FAGNER AMPLIA

O Timão ampliou três minutos depois, com Fagner. Em bom contra-ataque, Luciano correu pela esquerda e cruzou. O lateral-direito recebeu e bateu no lado oposto ao que estava Dida: 2 a 0 para o Alvinegro com menos de dez minutos.

ELIAS, O RAÇUDO

Elias mostrou que não está para brincadeira. Após ser desarmado no meio, o volante correu para o campo de defesa e desarmou Fabrício com um carrinho. Ao se levantar, vibrou pela própria jogada.

SEGUE O JOGO

A torcida do Internacional reclamou de um lance de Ralf com Wellington Silva, no fim do primeiro tempo. O atleta do Inter dividiu com o volante do Timão fora da área e caiu dentro dela. O árbitro, porém, deu apenas tiro de meta para Cássio.

SEM DÓ

Dá para dizer que Paolo Guerrero ficou no lucro... No decorrer do segundo tempo, o atacante deu um pontapé feio em Paulão. O árbitro, porém, ignorou

SÃO CÁSSIO

Aos 41 minutos da etapa final, o goleiro operou um milagre. Após jogada de D'Alessandro pela direita, Valdívia subiu livre dentro da área e cabeceou firme. O camisa 12 do Timão se esticou todo, espalmou e ainda contou com a trave.

GOL DE HONRA

De tanto martelar, o Inter conseguiu diminuir a diferença no placar. Já nos acréscimos, Wellington Silva cruzou e Cláudio Winck cabeceou firme e no cantinho, chegando ao placar de 2 a 1 no fim.