Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 5 de Dezembro de 2020

Esporte

Pato brilha, São Paulo encosta no G-4 e deixa Vitória sob risco: 3 a 1

Na reestreia de Kaká no Morumbi, atacante rouba a cena com dois gols e leva Tricolor à primeira vitória em três jogos. Baianos seguem ameaçados

Globo Esporte.com

10 de Agosto de 2014 - 20:27

Kaká era a principal atração, mas quem brilhou na noite deste domingo, no Morumbi, foi Alexandre Pato. Depois de ser criticado pela torcida do São Paulo pelos gols perdidos no empate com o Criciúma, na rodada passada, o camisa 11 colocou o pé na fôrma e, com dois gols, foi o protagonista do triunfo de 3 a 1 sobre o Vitória, que cometeu muitos erros.

A zaga falhou, o meio-campo deu espaço na marcação, e o ataque, quando teve a chance de abrir o placar, também deixou a desejar. O Tricolor interrompeu uma sequência de três jogos sem vitória no Brasileirão e foi ao quinto lugar, com 23 pontos, três a menos que o Fluminense, que fecha o G-4. Já o Rubro-Negro baiano, que tinha dois triunfos consecutivos, segue na 15ª colocação, com 14 pontos, apenas um à frente da zona de rebaixamento.

Os dois times voltarão a campo pelo Brasileirão no próximo fim de semana. O São Paulo fará o clássico paulista da rodada contra o Palmeiras, no Pacaembu. Já o Vitória buscará a reabilitação diante da Chapecoense, em Salvador. Mas o Tricolor, no meio de semana, muda o foco e decide sua vida na Copa do Brasil, diante do Bragantino, no Morumbi. Na primeira partida, a vitória foi são-paulina: 2 a 1.

Pato decide

O início da partida foi todo do Vitória. Caio, com menos de um minuto, perdeu um gol inacreditável, cara a cara com Rogério Ceni. Até Pato abrir o placar, aos 16, o São Paulo não havia levado perigo. O gol só saiu após Alemão falhar e Ganso brilhar com um passe genial.

Com a vantagem, o Tricolor acordou e jogou como quis. Kardec, em chute cruzado aos 31, e Pato, buscando o canto aos 38, ampliaram. Nos acréscimos da primeira etapa, Kadu aproveitou falha de Denilson, que errou  na linha do impedimento, para diminuir a vantagem paulista.

No segundo tempo, o jogo foi bem mais equilibrado. O Vitória teve um atacante a mais - Willie havia entrado ainda no primeiro tempo. Em seu primeiro lance na partida, ele exigiu grande defesa de Ceni.

O São Paulo, que passou a jogar no contra-ataque, voltou a mostrar a irregularidade que tem sido constante no Brasileiro. Ao mesmo tempo em que poderia ter aumentado sua vantagem, já que teve chances para isso, a equipe passou a vacilar na marcação. O Vitória, se tivesse mais capricho no último passe, poderia ter complicado a partida para o Tricolor.