Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 19 de Abril de 2021

Esporte

Realizando sonho, jogador de MS defende time do Chipre na Champions

Pouca gente sabe que Vinícius é sul-mato-grossense, e foi em terras pantaneiras que ele deu os primeiros passos no futebol

GloboEsporte

05 de Novembro de 2014 - 07:25

A tarefa de Vinícius não é das mais fáceis: tentar parar feras como Messi, Neymar e Cavani em um dos principais campeonatos do mundo. O que poderia ser um pesadelo para qualquer jogador, é na verdade a realização de um sonho para o volante de 28 anos, que atua pelo Apoel Nicosia. O clube cipriota disputa a Liga dos Campeões da Europa e está em um grupo considerado difícil, ao lado de Barcelona, Paris Saint-Germain e Ajax. Pouca gente sabe que Vinícius é sul-mato-grossense, e foi em terras pantaneiras que ele deu os primeiros passos no futebol.

Na casa da família, em Campo Grande, as recordações da carreira são guardadas pelo pai, Luismar Teodoro Franco. Em álbuns de fotografia, lembranças de um garoto franzino que almejava ser um jogador profissional. Vinícius começou no futsal ainda menino, onde ganhou projeção e títulos nas categorias infanto juvenis. Luismar lembra que o filho integrou uma geração de jovens promissores.

- Naquela época eles ganharam títulos estaduais pelas escolas onde passaram, como Dom Bosco e Colégio ABC. Entre os colegas de Vinícius estavam o Jean, hoje no Fluminense e que passou pela Seleção Brasileira, e o Marcênio, da seleção de futsal.

Das quadras para o gramado, foi um pulo. Só que o futebol de Mato Grosso do Sul não oferecia as condições ideais para o pleno desenvolvimento como jogador. A família logo percebeu que era preciso levar o garoto para fora do estado. Aos 16 anos e apoiado pelos pais, o atleta conseguiu uma oportunidade nas categorias de base do União São João - SP. Foi o começo da profissionalização, mas Vinícius ficaria pouco tempo no Brasil. Seu próximo destino seria Portugal.

Porto, Braga, Olhanense, Moreirense... foram sete anos atuando no futebol português até que em 2013 foi contratado pelo Apoel. O volante ajudou o clube cipriota a conquistar os principais títulos nacionais da temporada, e também a garantir a vaga na fase de grupos da Champions. Por e-mail ao site, Vinícius falou sobre os primeiros anos na Europa e as impressões no clube de Nicósia.

- Meus primeiros na Europa foram difíceis, pois eu tinha apenas 18 anos, estava sozinho e não conhecia ninguém, mas correu tudo bem e adaptação aconteceu naturalmente. Me sinto muito feliz em defender as cores dessa equipe, pois é um clube grande no Chipre, tem uma excelente estrutura. Quando cheguei na Europa, sempre assistia aos jogos da Liga dos Campeões e ficava imaginando um dia poder jogar em um campeonato tão importante. Nesta temporada consegui realizar esse sonho.

Vivendo grande fase como titular no Apoel e atuando ao lado de outros brasileiros, como o meia Manduca e os defensores João Guilherme, Carlão e Kaká, o volante não pensa em regressar ao Brasil tão cedo.

- Sempre tive o pensamento em voltar a jogar no Brasil, mas no momento minha família e eu estamos muito bem aqui. Então tenho que pensar bem, antes de voltar.