Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 29 de Outubro de 2020

Esporte

Treino testou diferentes funções de Willian. Ele é mais versátil que Neymar

A atividade na Granja Comary mostrou que Willian, mesmo sem todo o brilho técnico de Neymar, é versátil o bastante para dar opções táticas ao Brasil.

Uol

07 de Julho de 2014 - 08:49

O treino da seleção brasileira neste domingo foi o primeiro sem Neymar. Não teve titulares, é verdade, mas serviu para que Luiz Felipe Scolari confirmasse uma suspeita: o meia Willian, do Chelsea (ING), é, de fato, o favorito para substituir o camisa 10 no jogo da próxima terça-feira, contra a Alemanha, pela semifinal da Copa do Mundo.

A atividade na Granja Comary mostrou que Willian, mesmo sem todo o brilho técnico de Neymar, é versátil o bastante para dar opções táticas ao Brasil. O número de alternativas que ele coloca à disposição do treinador, aliás, é maior do que aquele proporcionado pelo titular lesionado.

O Brasil de Luiz Felipe Scolari joga no 4-2-3-1. No meio de campo, a primeira linha contém dois volantes.  e a segunda, um ponta direita, um segundo atacante central e um ponta esquerda. À frente, Fred. Nessa segunda linha, Neymar fez, nas últimas duas partidas, a função central, não a do ponta esquerda.

Foi justamente assim que Willian começou o treino deste domingo: pelo centro, entre Ramires, na direita, e Bernard, na esquerda. A atividade na Granja Comary contou apenas com os jogadores que foram reservas contra a Colômbia, na sexta-feira. Mas é desse time e nesse esboço que será escolhido o substituto de Neymar – além do substituto do zagueiro Thiago Silva, suspenso.

O maior número de possibilidades táticas proporcionadas pela entrada de Willian foi visto e testado neste domingo, também. Felipão, já no fim do primeiro tempo, trocou as posições da linha ofensiva do meio de campo.

Passou Willian do centro para a esquerda, Ramires foi da direita para o centro, e Bernard trocou a ponta esquerda pela ponta direita. A alteração de Willian é a mesma que Neymar faz durante os jogos: se não está como segundo atacante, atrás de Fred, está na ponta esquerda.

Nesse contexto, Willian permite as mesmas trocas caso seja o escolhido para atuar entre os titulares. Tais alterações não dependem de Ramires e Bernard. Podem acontecer, igualmente, com Hulk e Oscar.

Se Willian começar pelo centro, como segundo atacante, pode passar para a ponta esquerda e trazer Oscar da direita para o centro.

Hulk, então, passaria da ponta esquerda para a ponta direita. Exatamente no mesmo carrossel treinado neste domingo pelos reservas na Granja Comary. A característica também é um diferencial de Willian. Neymar também permitia o giro, mas não funciona tão bem quando joga pela ponta direita. Willian joga.

Entre outros reservas, ninguém demonstra tanta versatilidade. Bernard joga pelas pontas, mas não pelo centro. Ramires atua pela direita, pouco pelo centro, quase nunca pela esquerda.