Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Geral

Sem acordo, negociação do comércio será mediada por órgão do trabalho

O atraso pode comprometer o horário de funcionamento especial de fim de ano.

Campo Grande News

30 de Novembro de 2016 - 10:52

Representantes de trabalhadores e empresários do Comércio se reúnem nesta quarta-feira (30), para mais uma rodada de negociações do acordo coletivo. A data-base da categoria é novembro, mas ainda não houve acordo sobre o valor de reajuste. O atraso pode comprometer o horário de funcionamento especial de fim de ano.

Devido a várias negociações sem acordo, hoje a reunião será intermediada pelo superintendente do trabalho e emprego. De acordo com o presidente do SEC/CG (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande), o ministério foi acionado devido à falta de atendimento entre trabalhadores e empresas.

O sindicato pede reposição salarial de 9%, mais ganho real de 4%. Sem acordo, Nelson explica que os funcionários aceitaram apenas a reposição da inflação, mas mesmo assim não houve consenso entre as partes.

Além do reajuste anual, no acordo coletivo são acertadas as datas de abertura do comércio no fim de ano. Tradicionalmente, o comércio da Capital fica aberto até mais tarde em dezembro para estimular as vendas. Caso o acordo não seja firmado hoje, o sindicato ainda não sabe como ficará o atendimento pré-Natal.

A Fecomércio, sindicato patronal, não comentou sobre o assunto.