Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 21 de Fevereiro de 2024

Manoel Afonso

Riedel-2023: ano para ser comemorado

Manoel Afonso

08 de Dezembro de 2023 - 09:56

‘EU QUERO’:  Nos papos com vereadores do interior em ‘visita oficial’ à Assembleia Legislativa conclui-se que na imensa maioria dos municípios – onde inclusive falta mão de obra (eletricista & encanador) –  há fartura de pré-candidatos à prefeito e a vereança. Independentemente da situação financeira da cidade: eles querem o poder.  ‘Faz parte’.

É ASSIM!  Aqui no MS apenas 51 prefeituras devem concluir 2023 com as contas em dia. As restantes (28) padecem dos males do atraso no pagamento de fornecedores, dos salários (pelo excesso de funcionários) e da queda na arrecadação. Aí questiono: será que os pretensos candidatos estariam preparados para reverter o quadro? Rssssss.

PANTANAL: Aprovado com poucas ressalvas o Projeto do Pantanal de autoria do Executivo deve receber a aprovação definitiva na sessão do próximo dia 14 da Assembleia Legislativa. Para os representantes dos segmentos envolvidos (entidades diversas) o projeto corrige distorções e atualizando mecanismos em defesa da área. Que não fique só no ‘blá-blá-blá’.

POLÊMICO: No saguão da Assembleia Legislativa a opinião dominante é que – dependendo do valor do imóvel –  continuaremos indo ao Paraná e Goiás para lavrar escrituras imobiliárias. O projeto que está sendo apreciado pelos deputados é tido ainda como tímido ou ineficaz diante da necessidade de alterações no critério de cobrança dos impostos e emolumentos.

MUITO BOM!  Assim pode ser classificado o primeiro ano de administração do governador Riedel. Recebeu o Estado enxuto, manteve o núcleo da gestão anterior, articulou bem na Assembleia Legislativa, deu sequência as obras e lançou vários projetos. Com estilo pessoal definido ganhou a respeitabilidade até de antigos rivais.     

MESA DE BAR?: Assim como fez na invasão russa à Ucrânia, pedindo um acordo (pode isso Arnaldo?); no conflito Hamas e judeus, agora Lula sugere diálogo entre seu protegido  Maduro e a ex-Guiana Inglesa. Pensa resolver as situações ao estilo conversa de bar. ‘Diga-me quem apoia que eu te direi quem és”. Sobre o assunto nem um pio petista na Assembleia Legislativa.

E A CONTA? Adivinhe quem paga? No trem da alegria rumo a Dubai (COP-28),  400  são apaniguados do Governo. São pornográficos e impublicáveis os nossos gastos para esse evento de resultados práticos duvidosos. Seria necessária tanta gente? A maioria ‘turistando’ e colhendo fotos para postar nas redes sociais e campanhas eleitorais.

VERDADES: “ ( – )…O Brasil está recheado de narcisistas, pessoas fascinadas pelo seu próprio brilho, um brilho ilusório, porque muitas perdem o poder, mas não orgulho. Presos no simulacro do poder, exibem um prestígio falso e que frequentemente conduz ao ódio…( – ) ” (Gaudêncio Torquato – jornalista)

LEVANDO BOMBA:  Não vejo as autoridades da área comentarem os resultados pífios do Brasil na ‘Avaliação Internacional de Estudantes’.  O Paraguai está melhor. É preciso repensar o ensino de modo geral, mudar a forma de despertar o interesse dos jovens pelo conhecimento, ampliar o acesso a escola e regular o uso das tecnologias que inibem o raciocínio da garotada.

REPENSAR  o ensino é preciso. Veja a redação dos alunos do Ensino Fundamental e do Médio. Uma lástima, a exemplo das noções básicas de matemática. Os alunos são craques no celular, mas não sabem as operações básicas de matemática e nem os nomes das capitais do país. Que tipo de profissionais teremos no futuro? Inconfiáveis!!!

A PROPÓSITO: Segundo o IBGE mais de 22% dos jovens não trabalham e nem estudam no país. Dados apontam que no MS o grupo de jovens nesta situação supera a casa dos 100 mil. Aliás, ocupamos o 3º lugar neste gênero no país. Pergunto: qual o futuro deles? Vão constituir família? Sobreviverão como na velhice? Quem irá trocar suas fraldas?

FAÇADAS: Após reestruturar o Podemos no MS o empresário Sergio Murilo foi apeado da presidência da sigla em favor da senadora Soraya. Ao seu estilo gentil o deputado Rinaldo Modesto (Podemos) elogiou na tribuna o feito de Murilo. Rinaldo está de malas prontas rumo ao União Brasil – sigla da ex-deputada Rose Modesto. Quanto a Murilo, se recupera da ‘facada nas costas’.

TRAIÇÃO: É parte integrante da disputa política em todos os níveis. Surge camuflada em interesses que desprezam os princípios da ética. Sem chances para se reeleger, a senadora Soraya tentaria a Câmara Federal – num partido onde possa ser a estrela principal. Aí ela repetiu a postura anti-Bolsonaro, mas esqueceu: o eleitor não perdoa traidores.

NO RETROVISOR: “Lembro de, em uma dessas ocasiões ter dito ao então presidente (Lula) que o pessoal dele estava com a goela muito aberta. Estavam passando de jacaré para crocodilo. Lembro de, algumas vezes, ter dito a ele (Lula) algo como: Presidente, seu pessoal quer receber o máximo possível, e meu pessoal quer pagar o mínimo necessário. ” (Emílio Odebrecht em delação ao STF)

OPINIÃO: Ex-deputado federal observa que no seu tempo não havia o advento (se é que pode ser chamado assim) das emendas parlamentares. Conservador e ingênuo ele se diz surpreso com as denúncias de ‘parcerias’ das empreiteiras com o parlamentar autor da emenda para obra. Disse-lhe que hoje vivemos ‘novos tempos’. O jogo é bruto.

BOM HUMOR: Governista assumido, o deputado Zeca do PT adora papear.  Ao colunista disse admirar o ex-presidente Castelo Branco, bem intencionado e cuja morte foi misteriosa e pode ter sido encomendada. Em relação ao pleito da capital acha que a ex-deputada Rose Modesto (União Brasil) reúne os predicados para disputar a prefeitura e talvez até com o apoio do PT.

MARIO SABINO:  “…Na República Judiciária do Brasil, os ministros do STF mandam prender e mandar soltar no âmbito de inquéritos sigilosos abertos de ofício, fazem pronunciamentos políticos, negociam cargos e legislam direta e indiretamente sobre quaisquer assuntos.,,(-) Eles, os ministros, sabem o que é melhor para todos nós…(-)”  ( jornalista)

VALE ANOTAR: (Se você não tiver culpa no cartório) – Entre 180 países o Brasil ocupa a posição 94 em termos de corrupção. Empatamos com a Argentina (logo ela?),  Etiópia, Marrocos e Tanzânia. Os mais honestos pela ordem:  Dinamarca, Finlândia, Nova Zelândia, Noruega, Singapura, Suécia, Suíça, Holanda, Alemanha, Islândia, Luxemburgo, Hong Kong, Austrália, Canadá, Estônia, Islândia, Uruguai, Bélgica, Japão e Reino Unido.  Portanto não temos motivos para ufanismo.

PONTO FINAL: “Como construir um acordo para eliminar a emissão de gases de efeito estufa que aceleram o aquecimento global quando o petróleo é a base da economia dos Emirados Árabes e de outros países? ” ( Jornal ‘ Estado de Minas’)