Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 2 de Dezembro de 2021

Mato Grosso do Sul

MS se mantém líder na exportação de tilápia no terceiro trimestre de 2021

Portal do MS

20 de Outubro de 2021 - 16:39

MS se mantém líder na exportação de tilápia no terceiro trimestre de 2021
Foto: Edemir Rodrigues

Mato Grosso do Sul segue líder nacional na exportação de tilápia. No terceiro trimestre de 2021 o Estado foi responsável por 51,9% da produção nacional de peixe enviada ao exterior. Os dados são do Mdic (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços) compilados pela equipe econômica da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

No terceiro trimestre do ano, Mato Grosso do Sul exportou o equivalente a US$ 1,814 milhão. No acumulado de 2021, são US$ 3,891 milhões em tilápia exportados. O vizinho Paraná aparece em segundo, com participação de 32,2% na balança comercial e em seguida, a Bahia com apenas 13,3% do total exportado pelo país.

Os Estados Unidos lideram a compra dos produtos, sendo responsável pelo consumo de 92,4% de toda exportação de tilápia feita pelo Brasil. O seguindo país destino das exportações é o Canadá, com participação de apenas 7,5%.

Produção crescente

Em junho deste ano, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento autorizou a instalação de mais 120 hectares de tanques-rede no lago da usina de Porto Primavera, em Brasilândia, podendo chegar a 500 hectares, para criação de tilápia. Titular da Semagro, o secretário Jaime Verruck destacou que esta evolução no setor tem relação direta com o programa estadual “Propeixe”, que visa aumentar a produção e exportação do produto no Estado. O programa ainda prevê o apoio à viabilidade de crédito e recursos financeiros ao setor e premiação para aos produtores.

A produção de tilápias em larga escala é uma atividade recente em Mato Grosso do Sul. Dois projetos se destacam: da Tilabras e da Geneseas, ambos estabelecidos na Costa Leste do Estado. Com o aporte dessa área para criação em tanques-rede, a produção de tilápias deve saltar de 19 mil para 60 mil toneladas/ano em um curto período de tempo, devendo ocupar o topo do ranking nacional.

Em 2022, o Estado deverá ter a primeira indústria frigorífica de pescados que irá produzir tilápia enlatada no Brasil. O empreendimento da Frescomares será construído em uma área de 73 hectares no município de Itaporã, com investimento total de R$ 20 milhões e previsão de geração de 120 empregos por turno, sendo que, no auge da produção, a indústria deverá funcionar em 3 turnos.