Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Policial

Acusado de pedofilia confessa crimes e diz que já abusou de vários garotos

Campo Grande News

27 de Abril de 2011 - 10:23

Preso desde o último dia 13 de março, homem de 48 anos, confessou na DPCA (Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente), ter abusado sexualmente de vários meninos. Ele foi preso por funcionários de uma fazenda na saída para Três Lagoas, em Campo Grande, depois que duas crianças de sete e cinco anos contaram aos pais o ocorrido.

Martins era técnico em uma empresa de manutenção a refrigeradores e esteve no local no dia 12 de março para efetuar reparos em um freezer. Antes de sair da fazenda, ele convenceu as crianças, filhos de um dos funcionários, a acompanhá-lo até uma casa abandonada onde cometeu os abusos. A mãe das crianças ouviu do acusado momentos antes de deixar a fazenda um alerta para não contasse nada do que havia acontecido aos pais, que poderiam ficar bravos.

Na noite do mesmo dia a criança de cinco anos contou para a mãe o corrido. O pedófilo havia praticado sexo oral nos meninos. Segundo a delegada responsável pelo caso, Regina Motta, até 2009 a lei considerava o fato como ato libidinoso diverso de conjunção carnal. Dois anos depois, com a mudança na legislação, passa a ser considerado crime de estupro e o agressor pode pegar oito anos de prisão por cada uma das vítimas.

No dia seguinte ao ocorrido, já cientes da situação, o pai dos meninos entrou em contato com Santana pedindo para que ele retornasse à fazenda para continuar os trabalhos. Chegando no local, ele foi cercado por um grupo de moradores que bateram nele e chamaram a Polícia Militar. Ele foi preso e levado para a DPCA. No dia 16 do mesmo mês o pedófilo foi transferido para o Presídio de Trânsito.

Outras vítimas - Na delegacia, o criminoso, que mora no bairro Bonança, não negou os crimes e contou que tinha feito o mesmo com outras crianças. A polícia calcula pelo menos 15 vítimas, já que oito crianças foram ouvidas e acabaram apontando outras possíveis vítimas.

Santana chegou a dizer em depoimento que cometia abusos contra o filho de um amigo que, hoje tem 20 anos. Na época, com total confiança do pai do menino, ele levava a criança até um pesqueiro onde os abusos aconteciam. Ele afirmou aidna que várias vezes chegou a levar primos do menino junto. Eles iam até o rio e lá, molestava sexualmente as crianças.

O pedófilo contou ainda à polícia que é solteiro, mas chegou a viver maritalmente por seis meses com uma mulher que tinha um filho de nove anos. Uma vez ela viajou para São Paulo e deixou a criança aos cuidados do padrasto, que passou a abusar dele e o crime continuou por três anos.

Ele relata ainda que trabalhou em várias escolinhas de futebol e que, todas as vezes que viajava com os garotos, abusava deles.

Os abusos aconteciam sem violência. Santana, segundo a delegada, seduzia os menores e, conforme relatos dele próprio, as vítimas se comportavam como s fosse uma “brincadeira”.

Bons Antecedentes - José Martins de Santana não possuía antecedentes criminais. Ele considerado pela empresa onde trabalhou por último como do tipo bom profissional. A prisão preventiva do acusado foi decretada e o inquérito policial concluído. A delegada Regina Motta lembra que, outras vítimas deverão aparecer nos próximos dias e que os interessados em denuncia-lo deverão comparecer a DPCA.

As vítimas de Santana eram sempre garotos com idades, na maioria das vezes, entre dez e treze anos.