Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Outubro de 2021

Policial

Carro fica totalmente queimado em Campo Grande; mulher acusa ex-marido

Muito nervosa, a proprietária disse que todos seus documentos pessoais e também do veículo ficaram totalmente queimados

Midiamax

05 de Janeiro de 2011 - 17:11

Carro fica totalmente queimado em Campo Grande; mulher acusa ex-marido
Foto: Alessandra de Souza

Z.F.N., 36 anos, proprietária do veículo modelo Gol, placa HSA-9745, incendiado por volta das 15h30 desta quarta-feira, no Jardim Macaúbas, em Campo Grande, disse que seu ex-marido, E.B.C., 56 anos, é responsável pelo crime. Inclusive, ela afirma que viu o homem jogar gasolina e depois colocar o fogo.

Muito nervosa, a proprietária disse que todos seus documentos pessoais e também do veículo ficaram totalmente queimados. No carro, ainda havia uma quantia de R$ 1 mil, destes um salário mínimo da aposentadoria do filho que tem problemas mentais e é filho dela com o ex apontado como o incendiário.

Z.F.N. disse à reportagem que sua ex-enteada, D.B. foi hoje de manha na casa da ex-madrastra, que fica no bairro Nova Lima, pedir para que ela levasse algumas ferramentas para solda, que pertencem a E.B.C. A vítima afirma que prometeu levar os objetos, mas só se o ex não estivesse, momento este que a enteada garantiu que não.

Na tarde desta quarta-feira, a mulher disse que foi até a casa do ex e quando descarregava as ferramentas, o homem saiu com uma vasilha com gasolina e disse “Você quer tudo pra você. Lembra daquele dia que prometi queimar seu carro?”. Depois disto a vítima relata que o homem jogou o combustível, ateou o fogo e fugiu de moto.

Segundo a vítima, que vive de vender roupas, o veículo foi financiado em parcelas a serem pagas em quatro anos. No final do ano passado ela conseguiu quintá-lo. Agora só tem a carcaça.

Z.F.N. disse que conviveu por mais de uma década com seu ex-marido, inclusive o filho de 13 anos que tem problemas mentais é fruto do relacionamento dos dois. Ela relata que o homem tem passagens pela polícia por homicídio contra a ex-mulher, no estado de São Paulo.

Ele cumpriu pena no presídio de Segurança Máxima da Capital, entre 2009 e agosto de 2010, em um período que, segundo ela, estavam separados. Ela ficou sabendo do fato quando noutra oportunidade foi registrar um boletim de ocorrência contea o ex porque ele a ameaçou de morte e tentou incendiar seu carro, que estava na garagem.