Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Policial

Ex-mulher de fazendeiro morto em Miranda é localizada e diz que se apresenta hoje

O capataz de Sandra, foragido com a ajuda dela, foi quem teria atirado no fazendeiro

Midiamax

24 de Janeiro de 2011 - 09:11

A Polícia Civil de Miranda encontrou à 1h da madrugada desta segunda-feira (24) a criadora de gado Sandra Mara Figueiredo, ex-mulher do fazendeiro Antero Ronaldo Castanharo, 60, assassinado com três tiros na manhã do último sábado (22) na fazenda Jacutinga, propriedade da vítima. O capataz de Sandra, foragido com a ajuda dela, foi quem teria atirado no fazendeiro.

Sandra informou que se apresentará por volta das 11h desta segunda-feira (24) juntamente com um advogado de Campo Grande na delegacia de Polícia Civil de Miranda. Aos policiais, ela não quis comentar sobre o paradeiro do capataz, nem sobre o assassinato do ex-marido.

Sandra estava na fazenda Boa Sorte (ao lado da fazenda Jacutinga) de propriedade de um amigo. A Polícia Militar e Civil foram ao local e mesmo sem mandado de prisão, o dono da fazenda autorizou a entrada dos policiais. No local foram tiradas fotos do veículo de Sandra.

O crime ocorreu dentro da propriedade da vítima e o atirador seria Antonio Geraldo Alce, 39, capataz da ex-mulher de Castanharo que também é criadora de gado de raça na região. A ex do fazendeiro teria ajudado o suposto matador a escapar.

Ainda não se sabe ao certo se o crime fora premeditado, ou não. Uma das versões investigadas pela polícia indica que Castanharo e a ex discutiram antes do crime. Ele teria reclamado que alguns bois da mulher teriam ocupado uma área que seria sua. Daí a discussão.

Quando o casal deixara o local, os veículos que eles ocupavam se chocaram e, da caminhonete da mulher, desceu Antonio Geraldo. O homem sacou uma arma e disparou três vezes contra o fazendeiro, que também tinha descido do carro. Ferido no pescoço, ele teria tentado ajuda, mas morreu antes disso.

Ainda segundo a polícia, o casal já havia discutido antes. Castanharo e Sandra enfrentavam o processo de separação. Capataz continua foragido

Antonio Geraldo Alce continua foragido segundo a polícia. Já foram feitas diligências na cidade de Bodoquena, onde mora a mãe do principal suspeito, em fazendas das região de Miranda e na Capital.

Fazendeiro furtado

No dia 9 de dezembro do ano passado, Castanharo, um dos mais importantes fazendeiros de Miranda procurou a polícia para registrar o furto de ao menos R$ 150 mil de sua casa. Ele narrou que era costume seu em guardar dinheiro em casa e o que o sumiço da soma foi descoberto “aos poucos”. (colaborou: Eliane Souza)

Foto:Divulgação

Divilgação