Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 13 de Junho de 2024

Policial

Garoto foge de casa em MT para conhecer colega de internet em Amambai

A Gazeta News

06 de Agosto de 2012 - 14:16

A Polícia Militar localizou na tarde de ontem, em uma residência em Amambai, um garoto de 13 anos, que fugiu de casa no dia 26 de julho, em Cuiabá, capital do Mato Grosso.

O jovem abandonou a família e viajou mais de 1.050 quilômetros atraído por um amigo virtual que conheceu em um site de relacionamento, um adolescente de 16 anos, residente em Amambai.

De acordo com a família do garoto, ele vinha mantendo contato com esse adolescente e, como o menino é aficionado em carretas, inclusive já teria manifestado o desejo de ir a Amambai conhecer o rapaz, mas os familiares não deram muita ênfase para a questão.

No dia do desaparecimento o jovem teria saído de casa com a roupa do corpo, apenas R$ 10 em dinheiro no bolso e com o computador embaixo do braço, dizendo a mãe que ia levar para um amigo que mora próximo a sua casa para instalar programas.

A família registrou o desaparecimento em uma delegacia de polícia em Cuiabá e passou a procurar pelo jovem, até levantar a suspeita de ele poderia ter vindo a Amambai conhecer pessoalmente o tal amigo virtual e se deslocaram para o Mato Grosso do Sul.

Ao chegarem em Amambai esse domingo os pais, acompanhado de um dos avós do menino, procuraram a sede da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar para pedir ajuda.

Com informações do local onde o amigo virtual do filho trabalhava e com foto do amambaense extraída da internet em mão, a Polícia Militar passou a efetuar diligências e acabou localizando o garoto desaparecido na casa do jovem.

Ao ser indagado, o menino, que teria vendido seu computador por pouco mais de R$ 300,00 em Cuiabá para comprar a passagem de ônibus para vir até Amambai, disse que veio para o município Sul-matogrossense porque o amigo virtual teria informado a ele que, por ser menor de idade, aqui ele conseguiria trabalho com maior facilidade do que em sua cidade, a capital mato-grossense.

Diante da situação, os dois menores e seus respectivos familiares foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil em Amambai e o Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente de Amambai também foi acionado para acompanhar o caso.

De acordo com a Polícia Civil, como o garoto veio até Amambai por livre e espontânea vontade, não ficou caracterizado nenhuma espécie de crime.

A Polícia Civil apenas orientou os pais do garoto até então desaparecido, a comunicar sua localização às autoridades mato-grossenses, já que um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento foi registrado naquele estado e todos foram liberados.

Polícia alerta para os riscos da internet

Tomando esse fato como exemplo, as polícias, Civil e Militar de Amambai reforçam o alerta pela necessidade dos pais terem maior controle sobre o uso e o que seus filhos fazem ao acessar a internet.

Nesse caso especificamente, a mãe do menino que fugiu de casa em Cuiabá para encontrar o amigo virtual em Amambai, disse que seu filho permanecia praticamente todo o tempo que não estava na escola, conectado a rede mundial de computadores.

Sem conhecer os riscos que a rede mundial proporcionava, ela deixava ele a vontade, achando que, por estar dentro de casa, ele estaria mais seguro do que sair às ruas para brincar e encontrar amigos, por exemplo.