Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Policial

Homem ameaça sequestrar filhos que teve com a própria filha

De acordo com relatos da vítima no boletim de ocorrência, feito na DEAM de Campo Grande, os abusos aconteceram quando ela tinha 14 anos de idade.

Campo Grande News

06 de Abril de 2011 - 15:34

Uma jovem de 20 anos, que diz ter sido abusada pelo pai durante seis anos, procurou a Polícia para denunciá-lo depois que ele ameaçou seqüestrar os dois filhos dela, que teriam sido fruto do incesto. Segundo informações da Polícia, ela move ação na Justiça pelo reconhecimento da paternidade e diante da ameaça, o caso foi registrado como coação no curso do processo.

De acordo com relatos da vítima no boletim de ocorrência, feito na DEAM (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher) de Campo Grande, os abusos aconteceram quando ela tinha 14 anos de idade.

No último dia 28 de março, foi determinado pela Justiça, e aceito pelo pai, um exame de DNA, que provaria o estupro. Na manhã do dia seguinte à decisão, o ajudante de pedreiro foi até a casa onde a filha mora em companhia da mãe e dos irmãos e pediu dinheiro para a vitima.

Diante de uma negativa, o acusado disse que levaria as crianças, que não tiveram as idades divulgadas pela Polícia, atrapalhando o curso do processo.

O ajudante de pedreiro tem um longo histórico de violência. De acordo com a Polícia Civil em julho de 2006 ele ameaçou matar uma pessoa a facadas após uma briga de bar. Em outubro do mesmo ano ele foi denunciado por bater no filho, que tinha 14 anos na época, usando um fio e deixando diversas lesões nas costas do garoto.

Em junho de 2007 a filha, vítima de estupro, e a esposa do acusado registraram boletim de ocorrência de violência doméstica. Na época, ele chegou bêbado em casa e começou a agredir a filha, dando uma mordida no supercílio dela. A mãe, ao tentar defendê-la, acabou levando uma mordida no dedo. Na ocasião ele foi preso em flagrante, mas liberado em seguida.

Em fevereiro de 2010 a filha registrou mais uma ocorrência solicitando proteção à Polícia por perturbação da tranquilidade. De acordo com informações da Polícia, a vítima passou a ser perseguida pelo pai. Na época, o ajudante de pedreiro já estava separado da esposa, que foi morar com outros filhos do casal, filha e os netos em outra residência.

Em janeiro do ano passado foi ele quem registrou ocorrência contra o filho, relatando que foi ameaçado enquanto tentava visitar os “netos”, que segundo ele eram deficientes, na casa onde a filha morava com a mãe.

Em fevereiro deste ano a jovem de 20 anos registrou boletim de injúria depois que o pai a xingou e em março o denunciou por causa da ameaça.

O servente de pedreiro foi preso em flagrante após essa denúncia, ficou quase 4 dias na DEAM e foi solto em função de medida judicial.