Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 27 de Outubro de 2021

Policial

Na fronteira de MS, PF reduz efetivo e compra combustível fiado

Projetos como o Vant, de fiscalização com um avião não tripulado, atrasaram. Em Mato Grosso do Sul, a previsão era que a aeronave chegasse até fevereiro.

Campo Grande News

18 de Abril de 2011 - 09:11

O corte no orçamento da PF (Polícia Federal) afetou o combate ao tráfico de drogas e contrabando de armas em Mato Grosso do Sul.

De acordo com reportagem do jornal Folha de São Paulo, a redução no efetivo chegou a 60% nas delegacias da PF de Corumbá e Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai. Segundo agentes federais, foram suspensas blitze preventivas nas rodovias.

Carros estão parados por falta de manutenção e equipes estão comprando combustível fiado.

No Ministério da Justiça, com orçamento previsto de R$ 4,2 bilhões para 2011, o corte foi de R$ 1,5 bilhão. A situação compromete a Operação Sentinela, que faz repressão ao narcotráfico na região de fronteira do Brasil.

Projetos como o Vant, de fiscalização com um avião não tripulado, atrasaram. Em Mato Grosso do Sul, a previsão era que a aeronave chegasse até fevereiro.