Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 22 de Abril de 2021

Policial

Nesta sexta-feira, ex-vereador é levado a julgamento por morte empresário em Naviraí

No dia 30 de julho de 2009, por volta das 21h40, Pavão foi até a casa da ex que fica no Jardim Nova Era, em Naviraí

Midiamax

06 de Novembro de 2014 - 14:29

Nesta sexta-feira (7), o ex-vereador Laurentino Pavão de Arruda, de 51 anos, será levado ao banco dos réus da 3ª Vara Criminal de Dourados. O julgamento popular deveria ocorrer há um pouco mais de um mês, no dia 30 de setembro, porém por conta das eleições, a data foi alterada.

Às 8 horas de amanhã, o ex-vereador vai responder ao processo no qual é apontado como o responsável pelo crime de homicídio doloso, com intenção de matar, por motivo torpe e meio cruel, além do recurso que dificultou a defesa. O crime ocorreu por causa de ciúmes.

No dia 30 de julho de 2009, por volta das 21h40, Pavão foi até a casa da ex que fica no Jardim Nova Era, em Naviraí. Ao perceber que ela estava acompanhada com o namorado, ele invadiu o imóvel e esfaqueou o empresário do ramo da construção civil, Emmanoel Peres Marques, de 46 anos, que estaria namorando Ana Maria de Oliveira, de 25 anos.

A vítima foi ferida por sete vezes e Ana Maria fugiu para pedir ajuda. Equipes de socorro foram chamadas, mas o empresário não resistiu aos ferimentos. Já o suspeito fugiu do local.

Houve a decretação da prisão preventiva do ex-vereador. No fim de agosto de 2009, ele foi localizado na cidade de Capitan Bado, no Paraguai. A prisão foi feita pela PF (Polícia Federal) brasileira e agentes da Senad (Secretaria Nacional Anti-Drogas) do Paraguai.