Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Policial

Peugeot bate em moto, que depois atropela homens na calçada

Ao ser alertado pelo Corpo de Bombeiros que não poderia ter retirado o carro do local, disse que iria busca-lo, no entanto não retornou.

Campo Grande News

13 de Abril de 2011 - 17:43

Acidente na tarde desta quarta-feira, no bairro Santa Luzia, em Campo Grande, deixou três pessoas feridas, sendo que duas delas estavam na calçada quando foram atropeladas.

O acidente aconteceu na rua São Ramão. A motocicleta Honda Twister conduzida por Maicon Araújo, 22 anos, descia a via e no sentido contrário seguia um Peugeot, que “sumiu” após a colisão.

Ao fazer uma conversão à esquerda para entrar na rua Dr. Miguel Vieira Ferreira, o carro de passeio bateu na moto, que foi para a calçada e atropelou o aposentado Osvaldo Gonzaga da Silva, 66 anos, e o operador de máquinas agrícolas Laureano Barbosa Júnior, 40 anos, que conversavam no local.

“Ele [o carro] virou, me pegou e eu joguei a moto na calçada”, conta Maicon, que teve ferimentos leves. Osvaldo e Laureano tiveram cortes e arranhões nas pernas. Todos foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e levados para a unidade de saúde Vila Almeida.

Sumiço- Após a colisão, o motorista do Peugeot desceu do carro e ficou no local. No entanto, retirou o veículo em seguida.

Ao ser alertado pelo Corpo de Bombeiros que não poderia ter retirado o carro do local, disse que iria busca-lo, no entanto não retornou.

A PM (Polícia Militar) fez buscas, mas não localizou o homem, que quando desceu do veículo estava vestido de calça jeans, calçava chinelos, estava sem camisa e bebia água. Moradores disseram não conhece-lo.

Mato- Moradores da região declararam que acontecem muitos acidentes na via, principalmente perto de uma leve curva. Um dos motivos, segundo eles, é que há muito mato e isso faz com que os motoristas não enxerguem o tráfego à frente.

“Essa curva é cruel. Não é só acidente. É morte. O mato muito alto tampa a visão”, declarou a cozinheira Cleide Rodrigues, 41 anos.