Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 18 de Abril de 2021

Policial

Polícia Civil desarticula quadrilha por furto de gado em fazenda na zona rural de Rio Verde

operação foi desencadeada através das delegacias de Coxim, Rio Verde e Pedro Gomes que compõe a Delegacia Regional de Polícia Civil

Coxim Agora

04 de Novembro de 2014 - 09:17

A Polícia Civil desarticulou uma quadrilha por furto de uma grande quantidade de gado, na zona rural de Rio Verde de MT/MS, durante operação denominada “Carro de Bois”, que aconteceu na última sexta-feira (31) e sábado (1º). A operação foi desencadeada através das delegacias de Coxim, Rio Verde e Pedro Gomes que compõe a Delegacia Regional de Polícia Civil.

Ao todo, foram furtadas 250 cabeças de gado da fazenda Baia Formosa, na região da Serra da Alegria, na zona rural de Rio Verde de MT/MS, na última quarta-feira (29). De todo o gado furtado, foram recuperadas 221 cabeças, que foram distribuídas em diversas propriedades rurais da região.

Somente numa fazenda na região de Pedro Gomes, os policiais encontraram 141 cabeças vivas e uma morta. No município de Coxim, na região do Jauru, foram localizadas 80 cabeças, numa propriedade 42 e em outra 38. O restante do gado, ou seja, as 28 cabeças que faltam, ainda serão apontadas por uma testemunha, que deve ser ouvida nesta terça-feira (4), em Coxim. O gado que estava na fazenda na região de Pedro Gomes, já estava no mangueiro aguardando um comprador.

A quadrilha utilizou 12 carretas e entrou pela parte dos fundos da fazenda, que contém uma vasta área, o que dificultou os funcionários a perceber a ação criminosa.

A polícia destacou a habilidade, estrutura e ousadia dos suspeitos que utilizou um embarcador da fazenda vizinha para furtar as cabeças de gado que somadas foram avaliadas entre R$ 350 a R$ 400 mil.

Conforme os delegados, Gustavo Mussi, Silvia Elaine Girardi Menck, Eder Oliveira Morais e José Roberto, o gado furtado foi localizado com ajuda dos transportadores que souberam informar os locais das entregas. Após a verificação da marca e o reconhecimento do gerente da propriedade rural, foi constatado o crime.

Ainda conforme as autoridades policiais, os envolvidos foram ouvidos e os seus nomes ainda não podem ser divulgados para não atrapalhar o decorrer das investigações.

Ao todo, mais de seis pessoas serão indiciadas por formação de quadrilha e furto, a maioria residem no município de Coxim.