Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 24 de Janeiro de 2022

Policial

Polícia Militar divulga balanço de ações contra o tráfico em Fátima do Sul

Em um ano, segundo as estatísticas da Polícia Militar, foram fechadas, só em Fátima e Culturama, mais de 15 bocas de fumo.

Fátima News

31 de Maio de 2011 - 14:35

 

Desde o início do ano de 2011 já foram presos pela PM 9 traficantes em Fátima do Sul, sendo que na ultima abordagem foi apreendida uma pistola carregada de munição que estava na posse de um dos traficantes da área.

Em um ano, segundo as estatísticas da Polícia Militar, foram fechadas, só em Fátima e Culturama, mais de 15 bocas de fumo.

Tem se verificado que os traficantes têm mudado o modo de operacionar o tráfico, muitas vezes deixando de vender as drogas em suas casas (boca de fumo) e vêm recrutando, a cada dia, menores para fazer a distribuição dos entorpecentes no município.

Só em 2011, foram conduzidos, a Delegacia ou ao Conselho Tutelar, 24 usuários portando entorpecentes. Deste número, pode-se destacar que quase 40% deles eram menores, a maioria deles com 16 anos. 9 (nove) possuíam entre 18 e 20 anos e apenas 6 (25%) tinham mais de 21 anos. Com esta estatística, pode-se verificar que cada vez mais cedo os jovens têm entrado no mundo das drogas, principalmente pela presença de más companhias e a exposição a ambientes que favorecem seu aliciamento por parte de traficantes, como festas, bares, praças e ruas, principalmente no período noturno.

Em virtude desta constatação, e como forma de fazer cumprir a Portaria 01 de 2009 da 2ª Vara da Infância e Juventude, o 16º BPM têm realizado Operação Paidos (criança em Grego) com apoio do Conselho Tutelar de Fátima do Sul da própria Vara da Infância e Juventude, onde os menores de 18 anos são recolhidos a sede do Conselho para serem liberados somente na presença dos pais ou responsáveis, que são advertidos e assumem o compromisso de comparecer a palestras com orientações quanto a importância da portaria para a segurança de seus próprios filhos, evitando com esta atitude que estes jovens se exponham ao aliciamento por esses traficantes.

Esta operação acontecerá, em princípio, a título de orientação por aproximadamente um mês, para que as pessoas se conscientizem da importância desta Portaria, e nos casos de reincidência ou gravidade do fato, serão tomadas as medidas cabíveis aplicando-se rigorosamente a norma.