Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 27 de Janeiro de 2022

Policial

Presa quadrilha que roubou 20 camionetes e caminhões em Campo Grande

Ainda estão foragidos Judinei Santos (Judi), 25 anos, e dois homens identificados como Fernando e Manoel.

Campo Grande News

01 de Junho de 2011 - 14:25

Caminhoneiros que faziam frete eram alvo principal de quadrilha presa em Campo Grande. Em 5 meses, pelo menos 20 veículos, entre caminhonetes e caminhões, foram roubados pelo grupo, sempre com ordens de dentro do Presídio de Segurança Máxima.

Já foram presos Odair José Duarte Pacheco (Gauchinho), de 33 anos, Ademir da Silva Souza (Mirim), de 31 anos, 32 anos, além de Katiuscia dos Santos, de 22 anos, que foi presa no dia 27 passado, pelo Garras, no bairro Santa Carmélia.

José Antão Sobrinho (Cara Quadrada), de 27 anos, Geraldo de Souza Pereira Neto (Japones)já cumprem pena na Máxima, de onde comandam as ações do grupo, segundo a Polícia.

Ainda estão foragidos Judinei Santos (Judi), 25 anos, e dois homens identificados como Fernando e Manoel.

Geraldo e José Antão estavam presos na Máxima e articulavam os roubos por telefones a Katiuscia. A mulher então contratava as pessoas para os assaltos.

Os caminhoneiros eram contratados para mudanças e quando chegavam para pegar a mercadoria eram roubados.

Os caminhoneiros ficavam entre 5 e 7 horas em cativeiro, até que a quadrilha passar pela fronteira com o Paraguai.

Quando foi presa, Katiuscia tinha lista com telefones de contatos de caminhoneiros para fretes. A Polícia chegou até ela e depois ao restante da quadrilha por conta dos inúmeros casos semelhantes, em que motoristas relatavam a contratação por uma mulher com as mesmas características e depois o roubo.

Todos já têm pasagem por roubo, mas garantem que não se conheciam.

A Polícia acredita que José Antão participou dos assaltos a dois coronéis da PM, um deles ao deputado Ivan de Almeida, em ambos os casos para roubar caminhonetes.

"As investigações levam a crer que o japones e o João Antão são membros do PCC", diz o delegado da Defurv (Delegacia de Furtos e Roubos) da Cláudio Martins.

O grupo será indiciado por formação de quadrilha e roubo qualificado.