Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 26 de Maio de 2022

Policial

Renato de Souza Rosa morreu com tiro no coração, no apartamento da filha

Segundo informações, Renato Rosa, que tinha 55 anos e era clínico geral, passava a noite no apartamento da filha e do genro

Campo Grande News

29 de Outubro de 2015 - 13:00

Todos os indícios apurados até agora pela polícia indicam que o prefeito afastado de Bela Vista, o médico Renato de Souza Rosa (PSB), se matou com um tiro no coração. A morte ocorreu na manhã desta quinta-feira (29) no apartamento de uma das filhas do político, localizado na Rua Tenente Ari Rodrigues, 155, no centro de Jardim, a 233 km de Campo Grande.

Segundo informações, Renato Rosa, que tinha 55 anos e era clínico geral, passava a noite no apartamento da filha e do genro. No início da manhã de hoje, o genro teria ouvido um barulho e ao se levantar encontrou o sogro morto. Renato era casado e tinha cinco filhos, Felipe, Renata, as gêmeas Laura e Luiza, que se formam neste ano em medicina, e Julia, de 7 anos.

Ao lado do corpo foi encontrada uma pistola pequena, calibre 6.35 (equivalente ao calibre 22), que seria do próprio Renato Rosa. A arma tinha apenas um cartucho deflagrado. No cômodo onde o prefeito morreu também foi encontrado um bloco com anotações. Ele teria deixado uma carta aos familiares.

A morte de Renato Rosa é investigada pelo delegado Valdemiro Mendes Aguilera. Às 15h desta quinta-feira os policiais que atuam no caso vão conceder uma entrevista coletiva em Jardim, para falar sobre a morte do prefeito.

Eleição suplementar – Afastado por 180 dias do cargo em agosto deste ano, por determinação da Justiça após ser acusado pelo Ministério Público de improbidade administrativa, Renato de Souza Rosa tinha sido eleito em eleição suplementar em julho de 2013, com 4.863 votos. Localizado a 322 km de Campo Grande, Bela Vista tem 23.180 habitantes.

Renato de Souza Rosa nasceu em Bela Vista em 30 de dezembro de 1959. Ele tinha sido vereador de 1997 a 2000. Em 2008 ficou como suplente e foi candidato a prefeito em 2012, mas acabou derrotado pelo por Abraão Zacarias (PMDB), cassado no ano seguinte por compra de votos.

A prefeitura é administrada atualmente pelo vice-prefeito, Douglas Gomes (PP), que deve ser efetivado no cargo com a morte de Renato Rosa.