Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 22 de Fevereiro de 2024

Policial

Sem delegado, Coronel Sapucaia já registrou duas execuções neste ano

Campo Grande News

13 de Março de 2013 - 13:51

Sem delegado, a cidade de Coronel Sapucaia, a 420 quilômetros da Capital, registrou o segundo crime com características de execução e sofre uma onda de assaltos neste ano. Na tarde de ontem (12), o empresário Luiz Roberto de Oliveira, de 43 anos, foi morto com seis tiros. O crime aconteceu na avenida Internacional por volta das 15h30.

De acordo com a Polícia, o caso será investigado pelo delegado de Amambai, Marcius Geraldo Santos Cordeiro, já que a delegacia de Coronel Sapucaia está sem um titular desde o dia 25 de fevereiro, depois que a delegada Marina Lemos Monteiro Conceição foi transferida para Ponta Porã.

A Polícia suspeita que pistoleiros mataram o empresário. Testemunhas disseram que os bandidos fugiram para o território paraguaio.

O outro assassinato registrado na cidade neste ano aconteceu no dia 3 de janeiro. Marcelino Gonzalez, de 22 anos, foi morto com três tiros na área central do município. Os disparos atingiram as costas do rapaz. Ninguém foi preso.

Assaltos também são registrados com frequência na cidade. No dia 10 de fevereiro, dois homens assaltaram uma loja de móveis. Um deles estava armado com uma metralhadora 9 milímetros.

Na fuga da loja, os assaltantes foram interceptados pela Polícia e acabaram trocando tiro com os policiais em frente do estabelecimento, onde estavam várias pessoas. Uma mulher de 54 anos acabou atingida por um tiro no antebraço direito.

A dupla conseguiu fugir do local levando R$ 3 mil . Eles se refugiaram, segundo a Polícia, em Capitan Bado, no Paraguai.

Em 2008, Coronel Sapucaia recebeu o título de cidade mais violenta do País, de acordo com o estudo Mapa da Violência divulgado naquele ano pelo Ministério da Justiça.