Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Policial

Taxista de Maracaju sofre novo atentado e leva tiro no pescoço

O taxista Herculano Pereira Fernandes, 57 anos, sofreu ontem um novo atentado em Maracaju, cidade a 95 quilômetros de Dourados

Dourados Informa

15 de Janeiro de 2011 - 11:40

No dia 21 de dezembro, Herculano foi vitima de tentativa de assalto e de assassinato durante uma corrida de Maracaju a Itaporã, e a MS-156 foi palco de uma ação quase cinemaografica, onde perseguido por um dos bandidos da quadrilha e com outro ladrão dentro do carro, ele foi salto pelo celular, já que o tiro disparado por um dos ladrões na altura da cintura dele, foi amparado pelo celular q estava preso no cinto e ele nada sofreu.

Já ontem, por volta das 21h20, Herculano recebeu uma ligação de um suposto cliente, e no local combinado pegou dois rapazes que pediram para que ele os levasse para o Conjunto Napoleão, em Maracaju.

Ao chegar na rua Aroeiras, um dos rapazes deu voz de assalto. Segundo relatos da polícia, um deles teria dito: _Do outro [outra tentativa de assassinato] você escapou, desse você não escapa! E atirou três vezes contra Herculano.

Apenas um tiro atingiu o taxista no pescoço. Enquanto ele estava caído no chão os dois ainda esvaziaram os bolsos de Herculano e fugiram.

O taxista foi socorrido por populares e levado ao hospital de Maracaju e devido a gravidade do seu estado de saúde foi transferido para Santa Casa de Campo Grande.

A policia não descarta a possibilidade de integrantes da quadrilha que já havia tentado contra a vida de Herculano ter praticado o crime por vingança, já que naquela ocasião foram presos Rodrigo Bronze Capelari, 25 anos, Alexandro e Fabiano Marques Vianas, 23 anos. No entanto, a justiça mandou liberar Rodrigo e Fabiano da prisão e somente Alexandro continua preso.