Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Outubro de 2021

Política

Além de Dourados, país terá eleições em outras seis cidades

As eleições suplementares acontecem quando o registro do candidato ao Executivo é cassado, os votos dados a ele são anulados

Dourados Agora

05 de Janeiro de 2011 - 17:50

Além de Dourados, mais seis cidades terão eleições suplementares agora em 2011. De acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), são duas cidades na Piauí , Morro Cabeça do Tempo e Campo Maior, terão eleições suplementares no próximo dia 30.

Já em 6 de fevereiro, além de Dourados, o município mineiro Conceição do Mato Dentro e as cidades cariocas Valença, Mangaratiba e Campos dos Goytacazes também terão a população indo às urnas para escolher prefeitos e vice-prefeitos.

Segundo o Midiamax, desde o final das eleições de 2008, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou 141 eleições suplementares previstas ou já realizadas para a escolha de prefeito e vice-prefeito em municípios distribuídos pelas cinco regiões do país.

As eleições suplementares acontecem quando o registro do candidato ao Executivo é cassado, os votos dados a ele são anulados. Dessa forma, se o candidato conseguiu mais de 50% dos votos válidos já no primeiro turno, o segundo colocado não pode assumir a vaga. A eleição é anulada e é marcado um novo pleito pelo Tribunal Regional Eleitoral do respectivo estado.

Em Dourados, as eleições foram solicitadas após a renuncia de Ari Artuzi (sem partido) que foi preso no início de setembro de 2010 envolvido em um suposto esquema de corrupção e pagamento de propinas.

A operação “Uragano” causou um escândalo nacional e além do ex-prefeito foram presos vereadores, secretários municipais, funcionários públicos, a ex-primeira dama além de empresários donos de construtoras que participavam do esquema de desvio de dinheiro público.