Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Política

Artuzi diz que tem gente por trás da perda do mandato

Questionado se acredita que alguém tem interessem em matá-lo, ele responde. “ Quem quiser me matar eu to ai

Dourados Agora

16 de Dezembro de 2010 - 17:18

O ex-prefeito de Dourados, Ari Artuzi, disse há pouco em entrevista a rádio Grande FM que acredita que tem gente por trás das da perda do seu mandato. “Eu só não sei quem. Mas você pode ver. Eu fiquei três meses preso. Renunciei num dia e no outro dia eu saí”, destaca.

Questionado se acredita que alguém tem interessem em matá-lo, ele responde. “ Quem quiser me matar eu to ai. Daqui há pouco eu vou ali fora. O Deus que eu acredito, que eu confio, é muito maior do que tudo o que falaram. Eu tenho certeza que tudo o que inventaram, o que gravaram, o que fizeram, o meu Deus, vai mostrar que é tudo mentira.

E que eu nunca peguei real de ninguém. Inclusive eu estava trazendo a Rondon para Dourados e arrumei uma área que a pessoa doou perto do pesqueiro para o município. A prefeitura doou, através da Câmara para o dono da Rondon. Vocês podem pedir para a Rondon se algum dia eu pedi alguma coisa. Eu nunca pedi nada para ninguém. Pode pegar os empresários da cidade”.

Artuzi foi questionado se desconfia de algum político ou alguém que tenha “armado” contra ele. “A grande verdade é que eu não desconfio de ninguém. Eu acho que este moço [Eleandro Passaia – ex-secretário de governo], ele fez isto porque devem ter pegado ele com alguma coisa”, disse, observando que a partir daí ele teria feito acordo com a polícia. Passaia, com a ajuda de guardas municipais e uma secretária dele, segundo Artuzi, teriam armado contra ele. “Vocês deveriam investigar onde eles arrumaram dinheiro”.