Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 21 de Junho de 2024

Política

Candidato do PMDB diz que asfaltará 100% de Sidrolândia em três anos

Num breve discurso, Acelino apontou falhas na administração de Daltro Fiuza e criticou o ex-governo e adversário político Enelvo Felini.

Marcos Tomé/Região News

27 de Agosto de 2012 - 08:45

O candidato a prefeito do PMDB, empresário Acelino Cristaldo, diz que uma de suas metas é a de pavimentar 100% o município de Sidrolândia. Em sua avaliação, a cidade precisa de um choque de gestão no sentido de priorizar investimentos na infraestrutura urbana, promover a qualidade de vida e garantir o asfaltamento em cada metro quadrado das ruas e avenidas do município.

Para por em pratica sua meta (proposta) contará, segundo o candidato, com o apoio da bancada de deputados federais. Dos 8 deputados em Brasília, 7 estão em seu palanque, além de contar com o apoio do senador Waldemir Moka (PMDB), Antônio Russo (PR) e do próprio senador Delcidio do Amaral (PT), que através de seu assessor Cadu Bortolot, reafirmou ser partidário e vai subir no palanque petista em Sidrolândia.

Acelino está convencido de que, caso seja eleito, fará um grande governo dotando o município de toda infraestrutura necessária para garantir a qualidade de vida das pessoas. Num breve discurso durante uma reunião do candidato a vereador Waldemar Acosta (PDT), Acelino apontou falhas na administração de Daltro Fiuza, criticou o ex-governo e adversário político Enelvo Felini, afirmou continuar programas que estão dando certo na atual administração e mandou um recado ao seu adversário direto.

“Em meu governo as pessoas não irão pagar taxa de consulta na porta do hospital para serem atendidas. Os universitários continuaram fazendo faculdade a custo zero de transporte escolar e vou manter a bolsa de estudo”, enfatizou. O candidato afirmou que na época em que seu adversário governou a cidade, cobra-se certa quantia em dinheiro como forma de contribuição para ajudar nas custas do hospital beneficente, Dona Elmiria Silvério Barbosa.

ENELVO

Já o candidato tucano segue em campanha realizando reuniões na cidade e no interior (zona rural). Enelvo tem adotado uma postura de confronto um pouco diferente. No comparativo de seu governo entre os anos de 1996 e 2004 com a atual administração de 2005 até então, o volume de obras do atual governo foram maiores em determinados setores, a exemplo do setor habitacional.

Daltro Fiuza deve encerrar seu segundo mandato consecutivo com mais de 1000 (mil) casas entregues, enquanto que Enelvo construiu pouco mais de 300 (trezentas) moradias. Para neutralizar comparativos como estes Felini têm usado o argumento de que a receita do município quadriplicou nos últimos anos, fato que teria proporcionado tal feito.