Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 21 de Abril de 2021

Política

'Caso haja consenso, PP dará legenda para Vanda disputar prefeitura', diz deputado

Em entrevista ao jornal eletrônico Região News, o parlamentar não descarta a possibilidade do PP entrar na disputar, desde que haja uma ampla aliança em torno do nome da prefeita interina, Vanda Camilo.

Marcos Tomé/RN

07 de Março de 2021 - 17:10

'Caso haja consenso, PP dará legenda para Vanda disputar prefeitura', diz deputado
Deputado Estadual Gerson Claro. (Foto: Marco Tomé/Região News)

O deputado estadual, Gerson Claro, principal liderança política do Partido Progressista na cidade de Sidrolândia, se manifestou pela primeira vez após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MS) convocar eleição suplementar para eleger prefeito e vice no próximo dia 11 de abril.

Em entrevista ao jornal eletrônico Região News, o parlamentar não descarta a possibilidade do PP entrar na disputar, desde que haja uma ampla aliança em torno do nome da prefeita interina, Vanda Camilo. Em sua avaliação, vai tomar como base a decisão do Diretório Municipal do Partido que dá sinais de haver um entendimento.

“Neste momento, qualquer projeto que não seja genuinamente progressista numa composição com os demais partidos, dificilmente terá sobrevida. O Partido Progressista disputou chapa de vereador numa aliança com o PSDB, tendo inclusive a então candidata, hoje prefeita, Vanda Camilo, em campanha majoritária naquela eleição, logo, não é razoável mudarmos de lado sem que haja uma justificava plausível para os interesses da população”, explica.

O deputado vinha se mantendo fiel a conjuntura política que indicou o advogado e ex-vereador, Kennedi Forgiarini, presidente dos progressistas no âmbito municipal, candidato a vice na chapa encabeçada pelo tucano Enelvo Felini. “Política é momento. Vejo que a prefeita Vanda tem grandes chances de construir em torno de seu nome um amplo arco de aliança”, revela.

As próximas horas serão decisivas para que haja um entendimento entre o MDB, PP e PSB, principais partidos que articulam a formação de chapa para enfrentar o ex-prefeito Enelvo Felini (PSDB), que já marcou convenção partidária para o dia 9, terça-feira.