Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 20 de Outubro de 2020

Política

Com nomeação na Agetran, vereador do PTB diz que agora vota contra cassação

Até o começo da tarde de ontem, antes da publicação no Diogrande, Shimabukuru era um dos 23 vereadores dispostos a cassar o mandato do prefeito Alcides

Campo Grande News

27 de Dezembro de 2013 - 16:11

O vereador Edson Shimabukuru (PTB) garantiu hoje que já integra a base de sustentação política do prefeito Alcides Bernal (PP), até ontem reduzida para apenas seis dos 29 vereadores. Com a nomeação do engenheiro Jean Saliba para a presidência da Agência Municipal de Trânsito (Agetran), publicada no Diário Oficial (Diogrande) de ontem, o vereador petebista muda de lado.

Até o começo da tarde de ontem, antes da publicação no Diogrande, Shimabukuru era um dos 23 vereadores dispostos a cassar o mandato do prefeito Alcides Bernal. Indagado hoje sobre seu voto no processo de cassação, o vereador respondeu: “Voto contra”.

No PTB, segundo o vereador, havia expectativa de que Bernal confirmasse a “parceria” que havia sido combinada. “A gente tinha combinado que ia fazer parceria. Na Agetran, tem a questão do trânsito, da mobilidade urbana e a gente tem pessoal qualificado para cuidar disso. Além disso, o Ivan, que é presidente do Diretório Regional do PT, disse que era preciso sair a nomeação do nosso pessoal para firmar parceira”, afirmou Shimabukuru.

Declarando que antes era “independente”, o vereador do PTB garante que agora integra o governo de “coalizão” proposto pelo prefeito e o apóia na Câmara da Capital. “Agora é parceria e participação no governo”, disse.

Para Shimabukuru, apesar de ontem Bernal estar fragilizado e admitir que só tinha seis votos na Câmara e seria cassado, caso houvesse votação, hoje a expectativa é diferente, com a possibilidade real de a base de sustentação política chegar a 11 ou 12 vereadores. Com 10 votos, Bernal tem como evitar a cassação, já que é necessário dois terços dos 29 vereadores.

“Eu acredito que Berna agora vai fazer de 11 a 12 votos. Tem cinco, talvez seis vereadores que vão caminhar junto com ele”, declarou o vereador do PTB. Indagado sobre quais vereadores que passariam a integrar a base de Bernal, Edson Shimabukuru citou, além de si prório, os nomes de Jamal Salém (PR), Paulo Pedra (PDT), Alceu Bueno (PSL), Carlão (PSB) e Paulo Siufi (PMDB).