Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 23 de Junho de 2024

Política

Geraldo Marques quer disputa democrática e não jurídica em Bonito

Continuo firme na minha campanha porque Bonito merece uma disputa democrática e não jurídica”, declarou

Midiamax

17 de Julho de 2012 - 16:53

Alvo de pedidos de impugnação da candidatura, o ex-prefeito de Bonito, Geraldo Marques (PDT), declarou, nesta terça-feira (17), em visita ao jornal Midiamax, estar tranquilo pela certeza de sua inocência. Para ele, o obstáculo não passa de estratégia dos adversários para tirá-lo da campanha e sinaliza o desespero dos rivais.

“Continuo firme na minha campanha porque Bonito merece uma disputa democrática e não jurídica”, declarou. Marques fez questão de destacar pleitear novamente o comando da prefeitura não “por vaidade”, mas porque o povo indica querer seu retorno à administração municipal. “As pesquisas mostram a minha vitória”, destacou.

Neste sentido, o candidato acredita que os adversários tentam, com ações na Justiça, desviar seu foco e tirá-lo das ruas. “Eles acham que essa é a única maneira de me parar, mas eu não vou deixar de trabalhar”, garantiu.

Segundo Geraldo Marques, a atual administração não agrada a população, por isso, não conseguirá se manter no poder. “O prefeito (José Arthur Soares de Figueiredo, do PMDB) não conseguiu nem sequer emplacar um sucessor do seu partido”, comentou sobre o fato de o candidato apoiado pelo chefe do Executivo ser do PTdoB.

O pedido de impugnação da candidatura de Geraldo Marques leva em consideração relatório do TCU (Tribunal de Contas da União), que rejeitou as contas do ex-prefeito nos exercícios de 2001 e 2002. “Minha defesa vai apresentar todas as contestações necessárias e provará minha inocência”, garantiu.

Na corrida pelo retorno à prefeitura, Geraldo Marques conta com o apoio do PP, PT, PSC, PSDB e PSD. Seu único adversário é o produtor agropecuário, Leonel de Souza Brito, conhecido como Leleco.