Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Política

Governador exonera todo o 1º escalão

De acordo com a assessoria de comunicação do governo, as exonerações têm o objetivo de caracterizar a transitoriedade do cargo e do governo

Campo Grande News

30 de Dezembro de 2010 - 10:00

O governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), exonerou a pedido todo o primeiro escalão a contar de 1º de janeiro de 2011, do secretário Osmar Jeronymo (Governo) aos presidentes das fundações. As exonerações foram publicadas no Diário Oficial desta quinta-feira.

De acordo com a assessoria de comunicação do governo, as exonerações têm o objetivo de caracterizar a transitoriedade do cargo e do governo.

No primeiro Diário Oficial de 2011, serão publicadas as posses dos secretários. O time terá poucas mudanças, nenhuma delas substancial, no segundo mandato.

Os principais nomes serão renomeados para os mesmos cargos no dia 1º: Osmar Jerônymo (Governo), Beatriz Dobashi (Saúde), Tânia Garib (Assistência Social), Thie Higuchi (Administração) e Wantuir Jacini (Justiça e Segurança Pública).

Reeleito deputado, Carlos Marun não deverá voltar à Secretaria de Estado de Habitação e das Cidades.

Wilson Cabral deverá permanecer como Secretário de Obras Públicas e de Transportes, já que Edson Giroto foi eleito para a Câmara dos Deputados.

Não reeleito, o deputado estadual Youssif Domingos (PMDB) é cotado para comandar a Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos).

A Empresa de Gestão de Recursos Humanos será transformada em Secretaria e a Empresa de Gestão de Recursos Minerais será criada para substituir a antiga Companhia de Desenvolvimento de Mato Grosso do Sul, mas as atuais direções serão mantidas.

Durante a diplomação, no início do mês, o governador explicou que as mudanças na estrutura de governo são para eliminar pagamento de tributos federais.