Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 13 de Junho de 2024

Política

No primeiro mês de campanha, candidatos declaram gastos de R$ 30,7 mil

O mais econômico deles, foi Valdir Oliveira, do PSOL, que não gastou nada neste período, quando projetou gastos no valor de R$ 250 mil.

Flávio Paes/Região News

07 de Agosto de 2012 - 09:26

campanha

Os quatro candidatos a prefeito de Sidrolândia concluíram o primeiro mês de campanha gastando um valor irrisório em relação ao planejamento inicial das despesas. Conforme declaração que apresentaram na Justiça Eleitoral, os postulantes desembolsaram R$ 30.7574,84, um valo irrisório diante dos R$ 2,5 milhões da projeçãon de gastos apresentada à Justiça Eleitoral.

O mais econômico deles, foi Valdir Oliveira, do PSOL, que não gastou nada neste período, quando projetou gastos no valor de R$ 250 mil. Surpreendentemente o ex-prefeito Enelvo Felini, que vem apresentando um volume maior de campanha, gastou R$ 3.630,00, menos que os R$ 6.280,00 informados pelo vice-prefeito Ilson Barbosa Fernandes, candidato do PSB.

Enelvo calculou em R$ 880 mil os seus gastos, enquanto Ilsinho estimou em R$ 100 mil. Quem mais gastou foi o candidato Acelino Cristaldo, que em 30 dias de campanha gastou R$ 20,8 mil, valor irrisório em relação ao valor total de R$ 1,5 milhão calculado no pedido de registro da sua candidatura.

Receita

Entre os quatro candidatos quem mais arrecadou foi Acelino Cristaldo do PMDB. Ele contabilizou R$ 30 mil de receita, valor obtido com doações de pessoas físicas. Acumulou R$ 20.838,94 de despesas, sendo R$ 5.287,94 com combustível e R$ 15.551,00 na confecção de placas e faixas.

Enelvo arrecadou R$ 4.100,00, e gastou R$ 3.630,00. Da receita total, R$ 2.100,00 foram recursos próprios; R$ 2 mil de outros candidatos. Gastou R$ 2 mil no pagamento de multas eleitorais e R$ 1.630,00 com placas e faixas.

Ilsinho já arrecadou R$ 9.500,00, sendo R$ 2 mil de recursos próprios; R$ 7.500,00 de doações de simpatizantes. As despesas do socialista somaram R$ 6.280,00, sendo R$ 2.280,00 com combustíveis; R$ 3.400,00 com material de propaganda e R$ 600,00, com o pagamento de cabos eleitorais.