Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Política

O vice-governador Murilo Zauith tem o apoio de 11 partidos

O PT, por exemplo, está dividido entre apoiá-lo ou lançar candidatura própria

Conjuntura Online

27 de Dezembro de 2010 - 08:52

O  vice-governador Murilo Zauith tem o apoio de 11 partidos
O vice-governador Murilo Zauith tem o apoio de 11 partidos - Foto: Div

Com a recente adesão do PSB, o vice-governador Murilo Zauith (DEM) conquistou até agora o a-poio de 11 partidos rumo à Prefeitura de Dourados nas eleições de 6 de fevereiro.

Além do DEM, ao qual é filiado, Murilo conta com o apoio do PMDB, PDT, PSDB, PPS, PSB, PSL, PTB, PT do B, PR e PV.

O democrata ainda busca entendimentos visando fortalecer ainda mais sua caminhada rumo à Prefeitura. O PT, por exemplo, está dividido entre apoiá-lo ou lançar candidatura própria.

Inclinados a pedirem votos para Murilo, os petistas foram aconselhados pela cúpula nacional a se manter distantes de eventual aliança com o DEM, adversário histórico do do PT nas esferas federal e estadual.

Apesar disso, o democrata não deve ter muitos obstáculos a percorrer em sua caminhada rumo à Prefeitura, até porque sua candidatura é alicerçada por lideranças políticas de partidos de maior dimensão eleitoral e por outras legendas menores.

Para analistas, a eventual candidatura do PT, provavelmente do vereador Elias Ishy, não é páreo para o democrata se levado em consideração ao cenário político do momento.

Os 152 delegados do PT de Dourados vão se reunir no dia 30 deste mês para definir se acatam ou não candidatura própria ou se caminham com Murilo. O encontro do PT ocorrerá na Câmara de Vereadores, às 19h.

Na sexta-feira, o diretório municipal do partido recebeu a inscrição da professora Dinancy Ranzi para concorrer ao cargo de vice na chapa encabeçada pelo vice-governador.

Militante do PT há 15 anos, ela é formada pela Universidade Federal e é especialista na área de saúde.

A petista implantou e dirigiu o Hospital Universitário de Dourados e atualmente presta assessoria, como consultora, a várias prefeituras do interior do Estado.

O nome da professora surgiu como consenso do grupo do PT de Dourados que defende a aliança com Murilo Zauith. A indicação será apreciada pelos delegados que participarão do encontro no fim deste mês.