Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 21 de Junho de 2024

Política

Partido Trabalhista entra com sete ações contra a revista Veja

Os petistas querem acionar criminalmente o jornalista responsável pela matéria, Robson Bonin, pelo crime de difamação

Correio do Estado

25 de Outubro de 2014 - 07:25

O PT anunciou na tarde desta sexta-feira (24) que entraria com sete processos contra a “Veja”, após a revista ter publicado uma reportagem de capa afirmando que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula estariam cientes da rede de corrupção envolvendo a Petrobras. Como fonte, a publicação usou um depoimento do doleiro Albert Youssef, preso na Operação Lava Jato.

Na esfera eleitoral, o partido pede direito de resposta contra a revista pela reportagem “inverídica, difamatória e caluniosa”. A outra representação quer que a editora Abril, dona da revista, seja impedida de veicular qualquer publicidade referente à matéria, em rádio, televisão ou em outdoor. Mais cedo nesta sexta-feira, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) negou o pedido de retirada da reportagem publicada ontem (23) na página do Facebook da revista.

Segundo um dos advogado do PT, Flávio Caetano, o partido também quer que o MPE (Ministério Público Eleitoral) investigue “os reiterados abusos cometidos pela revista” com o intuito de prejudicar  Dilma.

Os petistas querem acionar criminalmente o jornalista responsável pela matéria, Robson Bonin, pelo crime de difamação. À Procuradoria-Geral da República (PGR), os advogados do partido pedem a apuração à existência de uma eventual quebra de sigilo da delação premiada de Alberto Youssef pela revista.

O PT também pede acesso ao conteúdo do depoimento citado pela revista, tanto ao PGR quanto STF (Supremo Tribunal Federal). Além disso, o PT também quer ser indenizado pelos danos causados pela reportagem, classificada pelo partido como “irresponsável”.