Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Política

Prefeitáveis de Dourados querem "espantar" fama de cidade de políticos corruptos

Midiamax

07 de Janeiro de 2011 - 11:00

Prefeitáveis de Dourados querem espantar fama de cidade de políticos corruptos
Dourados tem 5 canditaos a prefeito - Divulga
Enquanto a Justiça Eleitoral não decide quem realmente pode disputar a eleição para prefeito em Dourados os cinco candidatos que já registraram suas candidaturas são unânimes numa coisa: querem espantar a fama de cidade de políticos corruptos.

O sindicalista Geraldo Salles, candidato do PSDC (Partido da Social Democracia Brasileira), pretende banir a corrupção da administração pública de dourados.

“Vou contratar as melhores cabeças para compor minha equipe de Governo independente de filiação partidária”, disse Salles que colocou como pré-requisito principal para a sua equipe a honestidade e compromisso com o respeito ao cidadão e ao dinheiro público.

Transparência e moralidade no trato com a coisa pública são os pontos principais da campanha do microempresário José de Araújo, candidato a prefeito do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) que também defende uma ampla participação popular na condução dos destinos do município.

O professor Genival Valeretto, candidato do PMN (Partido da Mobilização Nacional), que dedicou os últimos dois dias para a gravação dos primeiros programas de rádio e televisão disse que a palavra corrupção não existe em seu dicionário político.

“No nosso governo não terá espaço para pessoas corruptas e que se locupletam do dinheiro público”, disse Valeretto que conta ainda com o apoio do PHS (Partido do Humanismo e Solidariedade) e do PTN (Partido Trabalhista Nacional).

O ex-vice-governador Murilo Zauith do DEM (Democratas) que disputa pela terceira vez a Prefeitura de Dourados disse que “vai varrer a corrupção” do município e as Operações Brothers, Uragano e Owari ficarão apenas no passado.

“Vou manter o mesmo espírito de luta pelo respeito ao dinheiro público desde que entrei na vida pública há quase vinte anos”, disse Murilo que já foi secretário municipal, deputado estadual e federal.

Tolerância zero para a corrupção. Com esta frase o vereador Elias Ishy do PT (Partido dos Trabalhadores) resumiu sua indignação com os últimos acontecimentos da política douradense que levou para a cadeia o prefeito, o vice e nove vereadores por denuncias de corrupção.

“Vamos administrar Dourados com moralidades e transparência e todos os atos”, finalizou o vereador que espera que a Justiça Eleitoral convalide sua candidatura a prefeito já que o PT também registrou a ex-administradora do Hospital Universitário como candidata a vice-prefeita na chapa de Murilo Zauith.