Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 23 de Outubro de 2020

Política

PSDB confirma aliança com DEM e vai definir futuro de Azambuja em abril

O presidente ainda ponderou que Azambuja espera consultar a população e pesquisas antes de tomar a decisão.

Campo Grande News

06 de Janeiro de 2014 - 15:25

O presidente regional do PSDB, o deputado Márcio Monteiro, afirmou que o futuro político do deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) só será definido em abril, já que até lá ainda existem quatro etapas do programa “Pensando MS” e somente depois do término do projeto, o líder tucano irá decidir se disputa o governo estadual ou senado.

“Não iremos definir neste começo do ano, ficará para o mês de abril, mas até lá estaremos reunidos com os partidos para dialogar e articular apoio, isto não irá nos atrapalhar”, garantiu Monteiro.

O presidente ainda ponderou que Azambuja espera consultar a população e pesquisas antes de tomar a decisão. “Já era uma decisão tomada, vamos ouvir primeiro as pessoas, para depois decidir o futuro. Iremos retomar o projeto Pensando MS em março”.

Ainda faltam as etapas de Campo Grande, Dourados, região do Bolsão, em Três Lagoas, e a região sudoeste. “O projeto está bem consistente e confiamos no resultado, vamos seguir nosso planejamento, antes do anúncio eleitoral”.

Motivos - Questionado se esta indefinição do PSDB estava relacionado a possível participação do governador André Puccinelli (PMDB) ao senado, Monteiro negou e disse que a escolha “tucana” independe desta disputa.

Se Puccinelli disputar a vaga (senado) pode enfrentar Azambuja pela única vaga de Mato Grosso do Sul, o governador garante que não vai participar da eleição, mas o PMDB ainda tem uma “pequena” esperança que ele volte atrás de sua decisão.

Aliança – Monteiro também confirmou a aliança com o DEM na eleição deste ano no Estado, segundo o deputado, os partidos estão “bem alinhados” e possuem uma “ótima conversa” tanto a nível nacional, como estadual.

“Este entendimento está bem encaminhado, independente de nossa decisão de disputar o senado ou governo estadual, vamos seguir juntos nesta eleição e espero que outros partidos estejam conosco”, apontou ele.