Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Política

PT discute nomes que vão compor Mesa e comissões do Senado

Entre os peemedebistas há consenso pela recondução do atual presidente, José Sarney (PMDB-AP), ao cargo. No entanto, Sarney evita comentar o assunto

Midiamax

27 de Janeiro de 2011 - 17:09

A bancada do PT no Senado reúne-se na tarde de hoje (27) para definir suas indicações para a 1ª vice-presidência da Casa e as comissões permanentes a que terá direito. A primeira escolha cabe ao PMDB, que tem a maior bancada. Entre os peemedebistas há consenso pela recondução do atual presidente, José Sarney (PMDB-AP), ao cargo. No entanto, Sarney evita comentar o assunto.

A 1ª vice-presidência é disputada pelos senadores recém-eleitos pelo PT Marta Suplicy (SP) e José Pimentel (CE). Aos petistas caberá ainda decidir quem ficará com a presidência da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), uma vez que os peemedebistas já optaram pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que deve ter como presidente Eunício Oliveira (CE). A CAE e a CCJ são as comissões mais disputadas no Senado.

O senador Delcídio Amaral (PT-MS) informou, pelo Twitter, que, além da CAE, os petistas querem o controle da Comissão de Infraestrutura, reivindicada pelo senador eleito Lindberg Faria (RJ). Entretanto, para escolher o presidente dessa comissão, o PT teria que fechar acordo com o PSDB que, por ser a terceira maior bancada, tem direito à terceira escolha nas comissões.

Nesse caso, a preferência dos tucanos é pela Comissão de Infraestrutura. Segundo o presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), o cargo pleiteado pelos tucanos na Mesa Diretora é a 1ª vice-presidência. Como o cargo está sendo discutido pelo PT, a opção dos tucanos seria a 1ª secretaria. Por outro lado, ele acrescentou que “tem conversado muito com os petistas” sobre a composição da Mesa Diretora e das comissões e que o caminho está aberto para mudanças.

“Tenho conversado muito com os petistas e o pessoal do PSDB nos últimos dias. O que tenho ouvido do PT é que, se nesta reunião de hoje, os ânimos se acirrarem em torno da escolha para a primeira vice-presidência, o PT poderá desistir do cargo e optar pela primeira secretaria. Nós, do PSDB, nunca escondemos a preferência pela 1ª vice-presidência”, disse Guerra.

Ele acrescentou que, tanto para a 1ª vice-secretaria quanto para a 1ª secretaria, três nomes se apresentaram no partido: Marisa Serrano (MS), Lúcia Vânia (GO) e Cícero Lucena (PB). “Não teremos problema nenhum em indicar um desses três nomes.”