Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Política

PT promete registrar candidatura e abala pacto com o DEM na disputa por Dourados

A atitude destrói a recém firmada coligação dos petistas com o DEM do ex-governador Murilo Zauith.

Midiamax

04 de Janeiro de 2011 - 17:54

O comando do PT de Mato Grosso do Sul prometeu registrar a candidatura do sindicalista Elias Ishy a prefeitura de Dourados, amanhã, quarta-feira. A atitude destrói a recém firmada coligação dos petistas com o DEM do ex-governador Murilo Zauith.

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) determinou nova eleição na região porque em setembro passado a Polícia Federal prendera o prefeito, o vice e 9 dos 12 vereadores da cidade.

A aliança entre o DEM e o PT já havia sido motivo de protesto por uma ala dos petistas, que briga por candidatura própria. Ainda assim, Zauith registrou nesta terça-feira como sua vice a professora e gestora de hospital Dinaci Ranzi.

A intenção de registrar o sindicalista com candidato do PT foi anunciada nesta tarde, em Dourados, pelo presidente regional do partido, Ananias Costa.

Ele disse que o registro da candidatura própria cumpre determinação da cúpula nacional do PT, acertada no dia 20 de dezembro passado.

Ainda sem saber do anúncio da candidatura do PT, o ex-governador Murilo Zauith afirmou que não tinha um “plano B” caso frustrasse a aliança com o PT.

Zauith recebeu nesta tarde, em sua casa, o presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia (RJ) e dos deputados federais Antonio Carlos Neto (BA) e Ronaldo Caiado (GO). Os parlamentares foram à cidade apoiar a candidatura Zauith.

Ananias disse que Elias Ishy, bancário, terá como vice o dono de posto de gasolina Ricardo Demaman.