Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 22 de Abril de 2021

Política

Reinaldo Azambuja venceu em 42 das 79 cidades de Mato Grosso do Sul

Em Campo Grande, Reinaldo teve 289.862 votos (63,59%) contra 165.990 (36,41%) de Delcídio

Flávio Paes/Região News

27 de Outubro de 2014 - 11:02

 O governador eleito Reinaldo Azambuja foi vitorioso em 42 das 79 cidades de Mato Grosso do Sul, um desempenho bem diferente do que obteve no 1º turno, quando ganhou em apenas 10. Seu adversário, o senador Delcidio do Amaral, que em 05 de outubro havia vencido em 67 localidades, agora só ganhou em 37, apenas um grande colégio eleitoral, Corumbá sua cidade natal.

Em Campo Grande, Reinaldo teve 289.862 votos (63,59%) contra 165.990 (36,41%) de Delcídio. Na Capital, o candidato do PT praticamente não conseguiu agregar os votos dos outros candidatos, que ficaram para trás. No primeiro turno, ele teve 138.453 (31,01%) votos. Já Reinaldo, ganhou quase 90 mil votos em relação à primeira rodada, do último dia 5, quando teve a preferência de 199.555 (44,65%) dos eleitores. Praticamente, todos os 21% dos votos de Nelsinho Trad (PMDB), terceiro colocado, foram revertidos para o tucano, para o qual declarou apoio.

Na Capital, Reinaldo voltou a vencer em todas as zonas eleitorais, tendo maior folga na 36ª, onde estão os bairros mais nobres, como Jardim dos Estados e Santa Fé (71,5%), e conquistando a vitória por menor diferença na 44ª (59,82%), região do grande Aero Rancho.

Interior
Dentre as cinco maiores cidades de Mato Grosso do Sul, Delcídio só conseguiu uma vitória expressiva em sua cidade natal, Corumbá. Na cidade pantaneira, ele teve 37.120 votos (76,05%) contra 11.692 (23,95%) votos para Reinaldo Azambuja. Em Dourados, segundo maior colégio eleitoral do Estado, a vitória de Reinaldo foi tão esmagadora quanto a que conseguiu na Capital. Foram 67.386 (60,66%) do tucano, contra 47.705 (39,34%) do petista.

Assim como ocorre há 12 anos, o Partido dos Trabalhadores saiu mais uma vez derrotado neste segundo turno em Dourados. No segundo maior colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul, com 147.632 eleitores, os tucanos Aécio Neves e Reinaldo Azambuja aumentaram a vantagem registrada no primeiro turno.

É a quinta eleição seguida que o PT perde em Dourados, considerando os dois turnos de 2006, o turno único de 2010 e os dois turnos de 2014.

Após fazer campanha mais intensa em Dourados, com apoio inclusive de um dos maiores líderes nacional do partido, o senador eleito por São Paulo José Serra, o governador eleito Reinaldo Azambuja (PSDB) recebeu 67.386 votos no município – 60,66%. Delcídio Amaral (PT) foi o escolhido de 43.705 douradenses – 39,34%.

A diferença foi de 23.681 votos a favor de Reinaldo, praticamente três vezes a vantagem do primeiro turno, que foi de 8.710 votos.

Em Três Lagoas, a terceira maior cidade do Estado, houve virada de Reinaldo. No primeiro turno, Delcídio havia vencido, e agora, Reinaldo levou a melhor. O mesmo ocorreu em Ponta Porã. Em Maracaju, que administrou por dois mandatos, Reinaldo venceu por 58,41% a 41,59%. No entanto, o maior percentual foi alcançado em Cassilândia, onde ganhou por 69,48% a 30,52%. O segundo maior foi em Rochedo, por 69,39% a 30,61%.

Delcídio obteve os maiores índices no Pantanal. Em Corumbá, terra natal e administrada pelo PT há três gestões, ele alcançou 73,76%, contra 23,23% de Reinaldo. Na cidade de Ladário, ao lado, obteve o segundo maior percentual no Estado, de 72,38% a 27,62%.

Rachados - Em Fátima do Sul, terra do candidato a vice-governador na chapa petista, Londres Machado (PR), a vitória de Delcídio foi apertada, 50,32% a 49,68%. O petista só ganhou por uma diferença de 61 votos.